15.4 C
Curitiba
sexta-feira, 24 maio 2024

Hospital de Reabilitação realiza mutirão de cirurgias eletivas para agilizar fila, em Curitiba

Para ampliar o número de procedimentos eletivos, o Hospital de Reabilitação, de Curitiba, uma das unidades próprias do Governo do Estado, promoveu um mutirão neste sábado (11). Ao todo foram realizadas 11 cirurgias em pacientes da Região Metropolitana e da Capital que aguardavam na fila de espera nas especialidades de ortopedia de mão, joelho, pé, ombro, quadril, e principalmente, prótese de quadril e joelho. O mutirão começou às 7 horas e foi concluído no fim da tarde. 

O mutirão de cirurgias de média e grande complexidade, em regime de caráter especial, envolve uma equipe médica de oito profissionais altamente especializados, que ocupam cinco salas cirúrgicas da unidade. As cirurgias de quadril são as mais complexas e prolongadas, podendo chegar a quatro horas para a finalização do procedimento.

“Estamos realizando uma grande mobilização para garantir agilidade e maior capacidade de atendimento”, disse o secretário estadual da Saúde, Beto Preto. “O Hospital de Reabilitação tem um potencial gigante e atende muitos pacientes. Essa é mais uma iniciativa que implantamos para dar sequência ao planejamento da Secretaria da Saúde para diminuir as filas das eletivas”, destacou.

Desde o início do ano a unidade ganha força e vem aumentando o número de procedimentos feitos por especialistas. Em janeiro esse número foi de 291 cirurgias, em fevereiro 292, março 331 e no mês passado, 381. A ideia é aumentar ainda mais no decorrer do ano. 

Para Ivan Killing, médico responsável pela equipe, a ação é pensada no mais importante, que é a saúde do paciente. “Estamos aproveitando o fim de semana para essas cirurgias em que existe maior demanda.  Algumas são bastante demoradas e exigem uma grande equipe, por isso o esforço e envolvimento de todos traz um resultado bastante satisfatório”, enfatizou. 

COMPLEXO HOSPITALAR  O Centro de Reabilitação do Paraná – Ana Carolina Moura Xavier (CHR) faz parte do Complexo Hospitalar do Trabalhador(CHT), que foi constituído em 2019. O conglomerado pertence  à Sesa e incorpora, além do Hospital de Reabilitação, as unidades do Hospital do Trabalhador, Centro de Atendimento Integral ao Fissurado Labiopalatal (Caif), e o Centro Regional de Especialidades (CRE Kennedy), gerindo também, na Região Metropolitana de Curitiba, o Hospital Regional da Lapa São Sebastião e o Centro Regional de Atenção Integrado ao Deficiente (Craid).

“Essa é mais uma iniciativa para o aprimoramento da rede de saúde do Paraná. Não medimos esforços para agilizar a fila das eletivas, mas nossa unidade recebe muitos pacientes, já que possui o maior pronto-socorro do Estado. O envolvimento de todos é fundamental nessa área e não vamos parar por aqui”, afirmou o diretor-geral do hospital, Guilherme Graziani.

Relacionados

EDIÇÃO IMPRESSA Nº 118 | MAIO/2024

spot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS