Imagem: Dan Jaeger Vendruscolo

Artigo em homenagem à Força Aérea Brasileira pelos relevantes serviços que tem prestado à nação.

As nuvens têm sido objeto de observação pelo homem desde os tempos imemoriais. A partir da observação e da experiência acumulada pode-se prever sol, chuva, tempo nublado e até tempestades.

Por exemplo, no entardecer quando o céu está avermelhado junto com as nuvens pode-se afirmar que haverá tempo bom no dia seguinte. Nuvens escuras pode ser sinal de friagem.

A imaginação das crianças vai longe quando vê nuvens de pelo de carneiros, que são as cúmulo-nimbos. Os desenhos que as nuvens descrevem parecem animais, castelos e o que a imaginação humana puder detectar.

As nuvens podem também significar os nossos sonhos, os nossos anseios e expectativas para o futuro, quase sempre incerto, que exige que se percorra um caminho na sua direção. Qual o tamanho dos seus sonho?

No meio do caminho você vai encontrar situações e pessoas tentando impedir ou dificultar os seus caminhos, muitos dizendo até que você é um sonhador. Deve-se agradecer a existência destes obstáculos que só motivam cada vez mais a transformar o sonho em realidade. A concretização de seus sonhos pode, por tabela, beneficiar outras pessoas.

A propósito, O Caminho das Nuvens é título de um filme brasileiro de 2003, drama, dirigido por Vicente Amorim. Ele se baseia em um fato real, na história de Cícero Ferreira Dias, um caminhoneiro desempregado que, junto com sua mulher e seus cinco filhos, pedalou desde Santa Rita, na Paraíba, até Bangu, no Rio de Janeiro, enfrentando fome, calor, cansaço e violência […].

No mundo dos sonhos sempre é possível se realizar até o impossível, mas quando se trata do mundo real as coisas são um pouco diferentes, diante de obstáculos que se interpõem ao atingimento de seus objetivos.

Vale a pena a busca da concretização de seus sonhos, por mais difíceis que sejam. Nunca abandone os seus sonhos. Tenha persistência como teve Alberto Santos Dumont, o inventor do avião com a construção do 14 Bis, que voou nos Campos de Bagatelli, Paris, França, diante de uma multidão.

Veja bem, o destino não economizou Santos Dumont, que já era um inventor de sucesso, mesmo tendo inventado o avião teve sua autoria contestada por outros inventores, que sequer voaram de verdade. O que o motivou foi o seu sonho de voar com um aparelho mais pesado do que o ar, precursor da aviação, revolucionando o mundo.

Existem vários outros exemplos de pessoas que tiveram persistência na concretização de seus sonhos, porém, vamos ficar só com Santos Dumont e com a frase “o homem não teria alcançado o possível se diversas vezes não tivesse tentado o impossível.”

Se os outros puderam encontrar o caminho das nuvens porque você também não pode? Cuide dos seus sonhos e acredite na realização dos mesmos.

Titular do Coluna Patriota Isaac escreveu para o Jornal do Rebouças 160 textos no período de 2018 a 2021. Era Tenente-Coronel do Exército Brasileiro, bacharel em Ciências Militares pela AMAN, bacharel em Administração pela UFSM, especialista em Comunicações pela EsCOM, Mestre em Operações Militares pela EsAO, extensão em Política e Estratégia pela ADESG, Análise e Desenvolvimento de SI Gerenciais pelo ISPG, Curso Livre em Teologia pelo ITQ Água Verde, patriota da LDN-PR e palestrante. Faleceu aos 66 anos, vítima da Covid-19.