Quando morei na Argentina, mais especificamente em Córdoba no inicio dos anos 2000, vivi e aprendi coisas fascinantes sobre o país e sua gastronomia. Separei esse mês uma receita de um prato tradicional da região Cisplatina, apesar da sua origem ser espanhola. Puchero é comido nas partes da Argentina, Uruguai e Paraguai que fazem fronteira com o Rio da Prata. O prato é preparado de forma bastante semelhante à da Espanha, embora seus ingredientes sejam significativamente diferentes devido à variedade de produtos locais. Nas partes da Argentina, Paraguai e Uruguai, que circundam o estuário do Rio da Prata, o Puchero é principalmente carne bovina, pois a carne era abundante e barata, e o grão-de-bico é menos comum do que na península Ibérica.
Os cortes de carne utilizados são particularmente importantes: se possível, ossobuco; caso contrário cortes de carne com medula ou frango (usado em puchero de galinha) podem ser substituídos. Outros ingredientes utilizados podem incluir batatas, cebolas e abóboras. Algumas variações locais exigem a adição de batata doce, milho doce, cenoura, bacon, chouriço fatiado, barriga de porco, repolho e ovos.
Puchero é considerado um alimento de classe baixa e média, e é tradicionalmente servido durante o outono e inverno. Ele pode ser encontrado em cardápios de restaurantes familiares e regionais em toda a Argentina, mas não em restaurantes mais caros.

Ingredientes

7 Medalhões de ossobuco (na falta substituir por músculo bovino)

500gr Bacon picado

2 Bagas de linguiça calabresa em rodelas grossas

4 Espigas de milho inteiras e limpas

4 Batatas grandes

4 Cenouras grandes

1 Abóbora Kabochá com casca

2 Pimentões vermelhos

2 Pimentão verdes

4 Cebolas roxas

6 Dentes de alho

2 Alhos-poró

Sal a gosto

Caldo de carne pó a gosto

Azeite

Salsinha e cebolinha a gosto

Preparo

Em uma panela de pressão, frite o alho previamente moído. Após dourar, acrescente os pimentões e a cebola já picados. Acrescente os medalhões de ossobuco e frite dos dois lados e acrescente água até cobrir a carne. Adicione o sal, o caldo de carde em pó e tampe a panela. Quando a panela atingir o ponto da pressão, conte 30 minutos e desligue o fogo. Acrescente o restante dos legumes e cubra novamente com água. Tampe novamente e espere dar pressão, a partir do momento da pressão conte 10 minutos e apague o fogo. Em uma panela a parte, frite o bacon e adicione a linguiça calabresa até ficar bem frita. Misture tudo na panela de pressão, coloque em um refratário e sirva com arroz branco e farinha de mandioca. Bom apetite.