É aquela dor no pescoço, súbita, na maioria das vezes sem causa aparente, ou decorrente de um traumatismo ou mau posicionamento ao dormir.

O problema causa dor e tensão muscular intensa na coluna cervical, envolvendo principalmente um musculo de nome longo, o esternocleidomastoídeo, que é um musculo localizado na lateral do pescoço.

A dor pode se irradiar para outras regiões como a coluna dorsal e também para a cabeça.

Sendo fisioterapeuta especialista em coluna, procuro investigar na consulta inicial, as causas dessa dor, se necessário, exames complementares são solicitados.  Porque existem outros tipos de torcicolos, como o torcicolo congênito ( onde a criança nasce com o torcicolo) ou o torcicolo vestibular (que é a rotação da cabeça como compensação de desequilíbrio do corpo por disfunção do labirinto, muitas vezes associado a labirintite), entre outros, mas nesse artigo a atenção será dada ao tipo de torcicolo mais comum, o espástico. 

Muitas vezes verifico nos pacientes que o torcicolo veio de um mau posicionamento ao dormir, a largura do travesseiro, e como a cabeça deita sobre ele, faz toda a diferença. O travesseiro deve ficar no espaço entre o ombro e a cabeça, e o ombro não deve ficar em cima do travesseiro. Evitar dormir de bruço, ou seja, de barriga para baixo, também ajuda a evitar, pois nesta posição força-se mais a musculatura cervical, mantendo-se o pescoço em rotação. O importante é o travesseiro ficar numa posição que mantenha a coluna cervical alinhada com o restante da coluna.

TRATAMENTO

O Tratamento envolve fisioterapia analgésica, que é proporcionada através de aparelhos fisioterápicos com funções analgésicas, de relaxamento muscular e anti-inflamatória.

Quanto não existe nenhuma contra indicação, também se pode tratar com quiropraxia ou Terapia Crânio Sacral, sem o uso de drogas ou técnicas invasivas, esses tratamentos devolvem rapidamente a função normal da coluna, essas técnicas possuem um resultado rápido, sendo possível eliminar as dores do torcicolo entre 1-3 sessões.

Paralelamente ao objetivo de se eliminar a dor, costumo orientar meus pacientes, sobre posturas que devem evitar, para o problema não voltar e da importância de se realizar exercícios de alongamento, após a eliminação das dores.