Cinco programas para conhecer o melhor da cerveja artesanal da região

Outubro e novembro são, tradicionalmente, os meses dedicados às festas de cerveja no Brasil. Mas curitibanos e turistas têm o ano todo para saborear o melhor desta bebida na cidade. Considerada a capital nacional da cerveja artesanal, Curitiba (e região) concentra a maior produção brasileira, com 33 cervejarias e cerca de 400 mil litros mensais.

Desde o ano passado, a Prefeitura lançou o programa Curitibéra, que veio para unir os micro cervejeiros, posicionando a capital como um destino referência da cultura de cerveja artesanal. “Essa cultura veio com as diferentes colonizações europeias que chegaram à cidade, dos alemães, poloneses, ucranianos e russos”, lembrou a presidente do Instituto Municipal de Turismo, Tatiana Turra.

Ela lembra ainda que o programa prevê diversas ações de fomento ao setor, como capacitações, apoio a eventos e o Mapa Cervejeiro de Curitiba e Região Metropolitana. “Com isso, conseguimos fortalecer a economia da região com a criação de novos produtos turísticos, entre eles a cerveja”, afirmou.


Cinco programas ligados ao mundo da cerveja que você só pode fazer em Curitiba e região:

Beer Train

Imagine você dentro de um trem, partindo de Curitiba rumo à Serra do Mar, onde é servida muita cerveja artesanal, toque rock’n’roll e ainda tenha alguém que se apresente com gaita de fole. É assim que funciona a viagem com o trem da cerveja, o Beer Train, promovida pela cervejaria Bodebrown.

O passeio ocorre a cada dois meses e o próximo está programado para o sábado (20/10), mas já esgotado.  A viagem começa às 7h da manhã, com saída da Rodoferroviária da capital, e tem duração de aproximadamente 10 horas. O passeio inclui ainda almoço com barreado em Morretes, degustação de aperitivos, água mineral e uma caneca de vidro do evento. O último Beer Train do ano vai ocorrer na primeira quinzena de dezembro e custa R$ 428 por pessoa (maiores de 18 anos).


City tour com cerveja 

Que tal conhecer alguns atrativos turísticos de Curitiba e aprender sobre a fabricação de cerveja artesanal em Santa Felicidade? O tour City tour com cerveja, oferecido pela agência Special Turismo Receptivo, inclui a visita a atrativos famosos da capital, como o Museu Oscar Niemeyer, o Bosque João Paulo II, o Bosque Alemão e o mais famoso bairro gastronômico da capital. Em Santa Felicidade, o programa prevê uma visita a cervejaria Gauden, onde o mestre cervejeiro irá mostrar todo o processo de fabricação da cerveja, que hoje chega a 80 mil litros por mês. E ao final, o visitante poderá tomar um chope tirado diretamente do tanque.

O passeio, que pode ser individual ou para grupos de até 11 pessoas, acontece às sextas, às 14h; e sábados, às 8h, mediante agendamento. O ponto de encontro e retorno pode ser um hotel ou endereço central a definir com a agência. O preço do tour, por pessoa, varia de R$ 120 (11 pessoas) a R$ 345 (individual). Para o casal, sai por R$ 190 por pessoa.


Rota da Cerveja em Pinhais

A 30 minutos do Centro de Curitiba, a Rota da Cerveja de Pinhais pode ser feita individualmente ou em grupo agendado com a prefeitura do município vizinho. O tour permite conhecer cinco cervejarias artesanais: Oner, Way Beer, Bastards Brewery, Ovelha e Don Gentilis.

O visitante paga uma taxa de R$ 20 por cervejaria e inclui a degustação de dois rótulos. No caso da visita monitorada, o passeio sai por R$ 80 por pessoa. Se a pessoa visitar todas as cervejarias participantes (mesmo que em dias diferentes), ganha um copo de brinde. Para comprovar a visita, os visitantes ganham um passaporte para ir carimbando.


Cerveja e steakhouse em Campo Largo

O casal Suelen e Henrique Presser começou produzindo, em Campo Largo, cervejas para amigos. Dos 20 litros iniciais, passaram para 20 mil litros por mês, em 2009, e, hoje, os proprietários da cervejaria Klein fornecem seus rótulos para todo o país. São dez estilos diferentes e duas mil garrafas por hora.

Um programa duplo imperdível é conhecer todo o processo produtivo das cervejas, em Campo Largo, que inclui degustação de alguns rótulos e tirar a própria cerveja dos tanques. Para completar o passeio, uma visita à Klein Brewhouse, a steakhouse da cervejaria com dois mil metros quadrados, cardápio de carnes grelhadas, porções e sanduíches e três tanques de inox, instalados acima do balcão, abastecem as 24 torneiras de chopes.

As visitas à Klein Cervejaria (Rua Augusto Dering Sobrinho, 450) ocorrem aos sábados, mediante agendamento (R$ 80 por pessoa). Já a Klein Brewhouse (Rua Albino Lunardon, s/n) abre de quarta a domingo. As despesas no restaurante são à parte. Os agendamentos devem ser feitos pelo email: reservas@kleinbrewhouse.com.br (com Lucas).


Cerveja artesanal do Hauer ao Boqueirão 

Apaixonados pelo mundo da cerveja artesanal também podem fazer visitas individuais em várias cervejarias da capital. No Hauer, dá para conhecer, aos sábados, a fábrica da Bodebrown, que produz 36,7 mil litros por mês e 56 tipos de fermentados. Os tours gratuitos ocorrem das 12h às 13h (é necessário agendamento). No Boqueirão, o passeio pode ser feito na Swamp Brewing, pequena cervejaria que recebe o público gratuitamente aos sábados, entre 12h e 19h (não é necessário agendamento prévio). A Gauden Bier, de Santa Felicidade, tem giro pela fábrica às sextas, às 16h, e aos sábados, às 10h. Custa R$ 15 por pessoa e inclui degustação. Também é necessário agendamento prévio.