Festival de Cinema Europeu estreia em Curitiba com o tema democracia
A Democracia é o tema do Festival de Cinema Europeu que a Cinemateca de Curitiba recebe, de 10 a 16 de maio.Foto:divulgação

Festival de Cinema Europeu estreia em Curitiba com o tema democracia

A democracia é o tema do Festival de Cinema Europeu que a Cinemateca de Curitiba recebe a partir desta quinta-feira (10/5). A mostra faz parte da 14ª Semana da Europa, evento que celebra o dia do continente (9 de maio), data da assinatura da Declaração Schuman, considerada o início do que hoje é a União Europeia.

Serão duas sessões por dia, sempre às 17h e 19h, com entrada franca. A mostra vai até o dia 16 e exibirá 12 filmes dos seguintes países: Áustria, Portugal, Países Baixos, França, Itália, Hungria, Irlanda, Chipre, República Tcheca, Alemanha, Suécia e Dinamarca.

A proposta do evento é destacar a democracia, regime político adotado por grande parte dos países ocidentais e de importante valor para a União Europeia. O festival traz obras que abordam memórias relevantes para a Europa, conforme explica a curadora da mostra, Tayná Haudiquet. “Conhecer o passado e pensar sobre ele permite uma maior compreensão do presente e ajuda a refletir sobre as possibilidades de futuro. Em tempos de crises políticas tão significativas no mundo é importante relembrar, observar e debater tal assunto”, explica Tayná.

Raridades que dificilmente entrariam no circuito comercial serão apresentadas. A seleção apresenta títulos premiados em diversos festivais internacionais, como o filme alemão Se Não Nós, Quem?, que ganhou prêmios em festivais populares no país, incluindo uma indicação para o Urso de Ouro no 61º festival de Berlim. O drama dirigido por Andres Veiel traz a história de um casal, Bernward Vesper e Gudrun Ensslin. Os dois são filhos de pais com papéis importantes no governo Hitler. Eles se unem para abrir uma editora e dar continuidade a um trabalho iniciado pelo pai de Bernward, um famoso escritor nazista.

Já o drama Zeus, dirigido por Paulo Filipe Monteiro, mostra a plena ascensão do fascismo em Portugal, período em que Manoel Teixeira Gomes, escritor de literatura erótica e na época presidente, abandona Lisboa para viver em exilio no norte da África. O filme conta as razões que fizeram o sétimo presidente português abandonar o cargo 26 meses após a posse. A obra ganhou o prêmio de melhor ator no Festival de Cinema de Bombaim (2016), na Índia.

14ª Semana da Europa

A Semana da Europa faz parte das comemorações do Dia da Europa, celebrado em 9 de maio. Os eventos são promovidos pela Eunic Brasil (Associação dos Institutos Culturais, Embaixadas e Consulados de países membros da União Europeia) e Delegação da União Europeia no Brasil, desde 2004.

A Eunic é uma rede global formada por 36 instituições que representam todos os 28 países membros da UE e tem mais de duas mil filiais e milhares de parceiros locais em mais de 150 países do mundo.

A programação da Semana da Europa conta com vários eventos, como exposição fotográfica, concerto, festival gastronômico, além do Festival de Cinema Europeu. Itinerante, a mostra começa em Curitiba e vai percorrer, até o início de julho, 11 capitais brasileiras.

Apresentação especial

No último sábado (5/5) foi realizada uma abertura especial para os Embaixadores da União Europeia que estavam em Curitiba. Eles foram recepcionados pela presidente da Fundação Cultural de Curitiba, Ana Cristina de Castro.

Os convidados assistiram ao filme espanhol 23F, que conta a tentativa fracassada de golpe de Estado encabeçada por militares em 1981. O golpe começou com a apreensão do Congresso dos Deputados e terminou com a libertação dos parlamentares.


Serviço: Festival de Cinema Europeu na Cinemateca

Local: Cinemateca de Curitiba (Rua Carlos Cavalcanti, 1.174)

Data: de 10 a 16 de maio (exceto segunda-feira)

Horário: às 17h e 19h

Ingresso: gratuito


Programação completa

Dia 10/5 – quinta-feira

17h: O BACKERER IV – PRIMAVERA DE PRAGA (Áustria, 2003, drama, 90’, 6 anos)

19h: ZEUS (Portugal, 2016, drama, 115’, 12 anos)


11/05 – sexta-feira

17h: VOX POPULI (Países Baixos, 2008, comédia, 100’, 12 anos)

19h: VINCENNES, A UNIVERSIDADE PERDIDA (França, documentário, 130’, 12 anos)


12/05 – sábado

17h: A MÁFIA MATA SÓ NO VERÃO (Itália, 2013, comédia, 85’, livre)

19h: SANGUE NAS ÁGUAS (Hungria, 2006, drama, 123’, 16 anos)


13/05 – domingo

17h: EM NOME DA PAZ: JOHN HUME NA AMÉRICA (Irlanda, 2017, documentário, 90’, livre)

19h: A HISTÓRIA DA LINHA VERDE (Chipre, 2017, drama, 113’, 16 anos)


15/05 – terça-feira

17h: PROTETOR (República Tcheca, 2015, comédia, 92’, 12 anos)

19h: SE NÃO NÓS, QUEM? (Alemanha, 2010, drama, 124’, 12 anos)


16/05 – quarta-feira

17h: PALME (Suécia, 2012, documentário, 105’, 7 anos)

19h: O ATIRADOR (Dinamarca, 2013, Thriller político, 89’, livre)