Limpeza da caixa deve ser a primeira providência na temporada de praia

A Companhia de Saneamento de Paraná (Sanepar) lembra os proprietários de imóveis nas praias e também os responsáveis por locação que a primeira providência, ao chegar ao Litoral, é limpar a caixa d’água. A orientação vale para os que vão para a praia neste feriado de 15 de novembro. É comum a casa permanecer fechada durante meses. Sem uso, a água parada no reservatório domiciliar perde o cloro. “Sem o cloro, a água armazenada pode oferecer riscos à saúde e provocar doenças, como diarréia”, explica o gerente da Sanepar no Litoral, Arilson Mendes.

A Sanepar recomenda que a limpeza seja feita antes do início da temporada. As pessoas que estiverem em veraneio em imóvel alugado devem exigir a garantia de que a caixa de água foi limpa. Se a imobiliária ou o proprietário não tiverem providenciado, é mais seguro fazer a limpeza, principalmente para quem tem crianças.

LIMPEZA – Limpar a caixa de água é muito fácil. Basta um balde, 2 panos limpos, uma pazinha de plástico, uma esponja ou escova (não pode ser de aço) e água sanitária. É preciso fechar o registro de entrada ou amarrar a bóia da caixa. Depois, esgotar a água armazenada, fechar a saída com um tampão ou pano, tomando o cuidado de reservar um palmo de água na caixa.

Em seguida, lavar as paredes e o fundo da caixa com a esponja ou escova, abrir a saída da caixa e uma torneira, de preferência a do tanque, para que escorra toda a água da lavagem. Com o auxílio da pá, dos panos e do balde, retirar toda a água e os resíduos que ficaram no fundo. Abrir o registro de entrada de água, encher a caixa até menos da metade. Fechar novamente o registro e a saída da caixa d’água. Em seguida, adicione água sanitária conforme a tabela: caixa 500 litros – 10 colheres de sopa; caixa 750 litros – 15 colheres de sopa; caixa 1.000 litros – 20 colheresde de sopa.

Após, lavar novamente as paredes e o fundo da caixa-d’água, abrir a saída da caixa e todas as torneiras da casa, deixando toda a água da lavagem sair. Abrir o registro de entrada. Quando a água limpa já estiver passando pelas torneiras, devem ser fechadas. Deixar a caixa encher. Observar se não há vazamento nas válvulas hidra e caixas de descarga.

Também é importante colocar um filtro (tela de nylon) na saída do cano extravasor ou cano-ladrão para evitar a entrada de insetos ou de pequenos animais na caixa-d’água. Geralmente, a saída desse cano está no lado de fora do telhado. Os panos já usados servem para limpar a tampa, que deve ser recolocada no lugar. Verificar se há boa vedação. Nunca utilizar sabão, detergente ou outro produto de limpeza para lavar a caixa de água. Basta água e água sanitária.

As dicas sobre como fazer a limpeza da caixa de água estão disponíveis no site: www.sanepar.com.br. Na aba Clientes acessar Guia do Cliente. As orientações estão nas páginas 14 a 16.

INSTALAÇÃO DO RESERVATÓRIO – Outra recomendação da Sanepar é extensiva aos donos dos 15,5% imóveis situados no Litoral que, de acordo com pesquisa realizada em 2015, não possuem caixa de água e devem providenciar a instalação conforme determina a ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas). O reservatório domiciliar deve ter capacidade para garantir o consumo por, no mínimo, 24 horas.

Na região litorânea do Paraná, durante o verão o consumo médio de água é de, aproximadamente, 200 litros por pessoa, por dia. “Para dimensionar o tamanho da sua caixa considere o número máximo de pessoas que vai usar o imóvel, principalmente em épocas de grande procura como Ano Novo e Carnaval”, enfatiza Arilson Mendes. Ele destaca, ainda, que quem possui reserva domiciliar adequada não sofre com o problema de baixa pressão na rede que pode ocorrer nestes dois períodos.