Os alunos de escolas estaduais têm até esta quarta-feira (23) para se inscreverem em cursos gratuitos de tecnologia. Em uma parceria da Secretaria de Estado da Educação com a empresa Alura, maior plataforma brasileira em cursos de tecnologia, estão sendo oferecidos 10 mil bolsas.

Os alunos podem participar de cursos que ensinam, por exemplo, a criar aplicativos, games, sites para web e mobile, produção e edição de fotos e vídeos, podcasts, entre vários outros de programação em diferentes linguagens, como Java e HTML.

“O aluno poderá escolher uma das formações, conforme seu interesse. Com os cursos, os nossos jovens poderão se qualificar para o mercado de trabalho, que cada vez mais busca programadores e profissionais da tecnologia”, afirma o diretor de Tecnologia e Inovação da Secretaria, Gustavo Garbosa.

São ao todo 18 trilhas disponíveis em cinco modalidades de cursos oferecidos: Programação Mobile, Programação de Back-end, Programação de Front-end, Design & UX e Data Science.

Só para a criação de games são dois diferentes softwares, para web e mobile. Um deles ensina a criar um jogo de RPG em 2D com efeitos visuais, imagens, sons, cenários e mapas. Para vídeos, há um módulo especial do YouTube: da concepção de um canal ao upload.

As possibilidades se estendem à criação e desenvolvimento de Design Gráfico em programas como Photoshop e Illustrator, edição de planilhas no Excel, introdução a Ciência de Dados, testes estatísticos em linguagem de programação Phyton, cursos focados na experiência de usuário e Design Thinking.

INSCRIÇÕES – Os alunos e professores interessados em preencher uma das 11.000 vagas (mil para professores)  nos cursos de programação devem acessar o site www.educacao.pr.gov.br/programacao (só acessível com usuário @escola.pr.gov.br) e preencher o formulário de credenciamento usando seu e-mail – é necessário estar logado apenas no e-mail @escola pelo Gmail.

As inscrições abriram na última sexta-feira (18) e vão até esta quarta-feira (23). O início dos cursos será em 1º de outubro.

Caso o número de interessados exceda os 11.000 nas modalidades de aluno e professor, o critério de desempate será a data/hora do credenciamento conforme registro de envio do formulário, como prevê o edital de credenciamento.

DURAÇÃO DO CURSO – O curso tem previsão de duração de cerca de 6 meses (de outubro de 2020 a fevereiro/março de 2020) e é recomendado que os estudantes interessados tenham a disponibilidade de 10 horas semanais, no contra turno escolar.  Os estudantes que não acessarem e não avançarem nos cursos em um período de 15 dias consecutivos serão eliminados, dando lugar a quem ficou de fora no primeiro credenciamento devido à limitação de vagas.

No final do período, os estudantes participarão de um evento para compartilhamento dos trabalhos desenvolvidos.

PARCERIA – A parceria entre a Secretaria da Educação e a Alura é gratuita, sem custos para o Estado e para o aluno. O currículo e trilhas oferecidas em cada um dos cinco cursos disponíveis nesta parceria podem ser conferidos na plataforma da Alura. Mais informações no edital.