Não foi uma partida brilhante do Furacão em Fortaleza (CE). Mas o time lutou muito pela vitória e os dois gols vieram já nos minutos finais. Ambos em jogadas individuais, em que Carlos Eduardo esbanjou técnica e categoria para balançar a rede.

O primeiro tempo foi de muito equilíbrio. O Ceará teve uma boa chance logo no início, mas Vina parou no posicionamento, no reflexo e na frieza de Santos. O Athletico teve sua melhor chance em uma cabeçada de Vitinho, por cima do gol.

Na etapa final, o Athletico melhorou, passou a ter maior posse de bola, mas a marcação cearense estava bem postada. Mesmo assim, o Furacão manteve o domínio do jogo, seguiu buscando o gol e chegou lá.

O primeiro, aos 39′. Carlos Eduardo recuperou a bola, partiu para dentro da área, deixou Luiz Otávio na saudade e tocou cruzado e rasteiro, na saída do goleiro.

O segundo, aos 46′. Pela direita, Nikão tocou para Bissoli, que acionou Cadu na entrada da área. Com um toque de letra, ele passou por Tiago, saiu na cara do gol e finalizou.

Duas pinturas que deixaram o Furacão mais vivo do que nunca na disputa!

O próximo desafio é contra o líder do campeonato. Na quinta-feira (4), às 21h, o Rubro-Negro pega o Internacional, no Caldeirão.