Desde o início da partida, ficou claro que não faltaria movimentação e nem chances de gol. O Athletico chegou com Léo Cittadini e Terans. O Palmeiras respondeu em um chute de Atuesta, que parou em Santos.

O Furacão conseguiu sair na frente aos 18′. Abner bateu escanteio pelo lado esquerdo e a bola se apresentou para Terans, que fechava na segunda trave. O bandeira marcou impedimento, mas o VAR confirmou o gol: 1 a 0!

O time paulista foi em busca do empate. Santos fez boa defesa em chute de Rony. E aos 27′, conseguiu o empate também em um escanteio. Dudu errou o chute dentro da área, a bola desviou em Abner e sobrou para Jailson, que mandou de bico para rede.

O Athletico teve boas chances com Rômulo, em uma cabeçada defendida por Weverton, e Thiago Heleno, que cabeceou perto do travessão. O Palmeiras também chegou lá, com um chute de Rony e acertou a trave.

O duelo continuou em alto nível na segunda etapa. E com as melhores chances para o lado do Furacão. Aos 22′, Weverton salvou o Palmeiras em um chutaço de primeira de Erick.

O lance mais bonito da partida aconteceu aos 30′. Rômulo roubou a bola de Raphael Veiga próximo a área e tocou para Marlos. O camisa 10, que havia entrado em campo momentos antes, em sua estreia pelo Furacão, cortou para o meio e bateu forte, colocado, na gaveta. Um lindo gol para colocar o Athletico de novo na frente!

O Palmeiras foi em busca de um novo empate e o Rubro-Negro ia conseguindo assegurar a vitória. Mas aos 48′, Wesley entrou na área e foi derrubado por Marcinho. O árbitro anotou pênalti, que Raphael Veiga bateu, definindo o empate em 2 a 2.