O Rubro-Negro fez um ótimo primeiro tempo, com muita velocidade no ataque. Enquanto o Flamengo apostava na posse de bola, mas sem ameaçar o gol athleticano, o Furacão era incisivo a cada investida, fazendo do goleiro Hugo destaque em campo.

O gol esteve prestes a sair aos 20′, em uma blitz ofensiva do Furacão. Mas Hugo fez duas grandes defesas nas finalizações de Carlos Eduardo e Kayzer. 

Mas não havia como adiar por muito tempo. Aos 24′, Nikão recebeu na direita e mandou um cruzamento perfeito para Abner, do outro lado da área. Ele apareceu livre e mandou de primeira, para o fundo da rede!

O lance quase se repetiu pouco depois, com Hugo desta vez salvando o time carioca de sofrer o segundo.

Porém, aproveitando uma bola parada, o Flamengo conseguiu empatar em uma de suas únicas finalizações na primeira etapa. Em cobrança de falta, Arrascaeta levantou na área e o grandalhão Gustavo Henrique subiu para cabecear. Reclamação de falta não atendida pela arbitragem.

O Athletico seguiu melhor em campo e o goleiro flamenguista ainda salvou mais uma vez, desta vez na cabeçada de Renato Kayzer.

A segunda etapa foi mais difícil para o Furacão. O Flamengo encaixou a marcação e seguiu tendo a posse de bola. Mesmo assim, o adversário pouco conseguiu ameaçar o gol defendido por Santos.

Vitinho quase marcou chutando do campo de defesa, tentando aproveitar o posicionamento adiantado de Hugo, que conseguiu se recuperar e fazer a defesa. Mas a Justiça no placar veio aos 37′. 

Nikão lançou Khellven, que tinha acabado de entrar. O lateral disparou para a linha de fundo e o cruzamento saiu na medida para Renato Kayzer, que chegou batendo de primeira! Vitória do Furacão garantida!

O próximo desafio é contra o Ceará, no próximo domingo (31), às 19h, fora de casa.