19.2 C
Curitiba
quarta-feira, 17 abril 2024

Banco de Ração distribui 114 toneladas de alimentos em três anos

Desde que foi criado, em 2019, o Banco de Ração da Prefeitura de Curitiba já fez o repasse de 114 toneladas de ração comercial aos animais resgatados de situações de risco por ONGs e protetores independentes e mantidos por pessoas em vulnerabilidade social. A última entrega, no início de setembro, disponibilizou mais de uma tonelada.

Uma das beneficiadas, a protetora Tania Regina Novloski, que mora no bairro Portão, diz que o programa faz toda a diferença no trabalho. “Quando tenho a ajuda para a alimentação, repasso o valor para os cuidados com a saúde deles, com medicações, vermífugos e antipulgas”, comenta.

A enfermeira aposentada começou o trabalho de recolhimento de animais há 30 anos, ainda antes da criação da Rede de Proteção Animal – que aconteceu em 2009, em Curitiba. Hoje, além de ser beneficiada pelo Banco, faz a castração dos bichinhos de que cuida pelo Programa Municipal de Castração Gratuita. Ela cuida de 35 cães, com 15 disponíveis para adoção. 

Além dela, foram contemplados nesta entrega outros 19 protetores independentes com cadastro homologado e regularizado junto ao Município, inclusive no que diz respeito à atualização das informações sobre os animais registrados no Sistema de Identificação Animal – SIA.

Patrocínios e doações

Esta etapa contou com rações arrecadadas em patrocínio de eventos de adoção. Mas qualquer cidadão pode contribuir para alimentar os pets resgatados em situação de risco. São aceitas como doação rações comerciais secas ou úmidas para cães e gatos, em embalagens fechadas. Quem quiser doar, pode entrar em contato com a Rede pelo e-mail protecaoanimal@curitiba.pr.gov.br.

As entregas podem ser feitas no Centro de Referência para Animais em Situação de Risco (Crar), na CIC, ou no Passeio Público de Curitiba, no Centro, onde fica a sede do Departamento de Pesquisa e Conservação da Fauna e a Rede de Proteção (endereços abaixo).

O Banco de Ração

Lançado no fim de setembro, o Banco de Ração da Prefeitura de Curitiba tem como objetivo ajudar protetores independentes e ONGs que fazem lares temporários a animais apreendidos em fiscalizações de denúncias.

O programa foi instituído por lei de iniciativa do Executivo, com posterior regulamentação via Decreto (Lei Municipal n° 15.449/2019 e Decreto Municipal n° 1.226/2019). Mais de 108 toneladas já foram distribuídas.

Quem é beneficiado?

Tudo o que é arrecadado é encaminhado a protetores e ONGs que estejam com o cadastro renovado e validado junto à Rede de Proteção Animal. Pessoas reconhecidas pela manutenção de número excessivo de animais e famílias em condição de vulnerabilidade social e que têm animais também poderão receber rações conforme avaliação técnica.

Os animais que ficam sob os cuidados do município não recebem os insumos vindos do programa. A gestão, armazenamento, divisão e distribuição das doações recebidas fica por conta da Rede de Proteção Animal. 

Como ajudar o Banco de Ração

Locais de entrega
– Centro de Referência para Animais em Situação de Risco (Crar)
Rua Lodovico Kaminski, 1.381 – CIC
Horário: todos os dias, das 9h às 12h e das 13h30 às 15h30

– Passeio Público – Rede de Proteção Animal
Rua Presidente Carlos Cavalcanti, s/n – Centro
Horário de funcionamento: de segunda a sexta, das 9h às 12h e das 13h30 às 15h30

Relacionados

EDIÇÃO IMPRESSA Nº 116 | MARÇO/2024

spot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS