Neste domingo, o Coritiba recebeu o Athletico Parananese, no Couto Pereira, pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Coxa foi superior na partida, dominou o jogo e teve 61% de posse de bola, mas com um jogador a menos, o árbitro marcou pênalti para o adversário, nos acréscimos, e foi determinante para o placar final da partida.

O próximo compromisso alviverde é na sexta-feira (24), diante do Internacional, pela 14ª rodada do Brasileirão. O jogo será no estádio Beira Rio, às 21h30. 

O jogo

Para o clássico, o técnico Gustavo Morínigo contou com retornos importantes ao elenco coxa-branca. Willian Farias, Léo Gamalho e Matheus Alexandre voltaram a lista de relacionados. O Coritiba começou o jogo com: Rafael Willian, Matheus Alexandre, Henrique, Luciano Castan, Diego Porfirio, Willian Farias, Matias Galarza (Guillherme Biro), Thonny Anderson (Léo Gamalho), Igor Paixão, Alef Manga (Warley) e Adrián Martínez.

Buscando os três pontos diante de sua torcida, o Coritiba começou muito bem a partida. Aos 4’, Igor Paixão aproveitou a cobrança de escanteio para subir alto e cabecear, a bola passou por cima do gol athleticano. O jogo continuou movimentado, e o Coxa pressionava! Com 15 minutos do primeiro tempo, Adrián Martínez recebeu passe de Matías Galarza, e chutou em direção a rede,  o goleiro defendeu.

O Coxa jogava com velocidade, aos 19’, Igor Paixão passou por dois marcadores e cruzou para Thonny Anderson, o meia chutou forte, mas a investida foi por cima do travessão. Aos 32 minutos, Igor Paixão dominou e se livrou da marcação. Na jogada, o camisa 98 tocou para Alef Manga, que finalizou por cima da meta adversária.

Dominando a partida, o Coritiba impôs o ritmo de jogo dentro de campo e obrigada o adversário a se fechar na defesa. Aos 36’, Alef Manga balançou as redes, mas o árbitro sinalizou impedimento no lance. Aos 45 minutos, Igor Paixão subiu para cabecear a investida, mas a bola saiu pela linha de fundo. Final do primeiro tempo, 0x0.

O segundo tempo voltou intenso, com 5 minutos, Luciano Castan subiu para cabecear o cruzamento na área, o goleiro adversário defendeu. Na sobra, o argentino Adrián Martínez, bateu forte, mas no reflexo o goleiro defendeu mais uma vez. Na jogada seguinte, Thonny Anderson chutou com perigo, a bola desviou e foi pra fora.

O Coxa chegou novamente, aos 29’, Galarza tocou bola para Alef Manga, o camisa 11 cruzou na área para Igor Paixão, na finalização, o camisa 98 passou por cima do travessão. No último minuto de acréscimo, o árbitro da partida, foi chamado pelo VAR e assinalou pênalti para o Athletico. O adversário marcou. No minuto seguinte, Léo Gamalho chegou na área, mas antes de finalizar foi derrubado pelo zagueiro do Athletico, o árbitro optou por finalizar a partida sem revisar o lance.