19.4 C
Curitiba
sábado, 18 maio 2024

Dia do Caboclo é celebrado em frente às gameleiras da Praça Tiradentes

O Dia do Caboclo será lembrado em Curitiba, neste domingo (02/7), a partir das 13h, em frente às gameleiras (árvores sagradas do Candomblé) da Praça Tiradentes. O evento remeterá à beleza das celebrações religiosas de matriz africana e indígena. A programação terminará com uma caminhada até a Fonte da Memória, também conhecida como a Estátua do Cavalo Babão, em frente à Igreja do Rosário.

Data e local da dispersão têm significado especial para o evento, dedicado aos brasileiros fortemente ligados à natureza. O dia 2 de Julho é a data da chamada Independência do Brasil na Bahia, enquanto a Igreja do Rosário foi, na época da escravidão, o templo religioso destinado aos negros.

“A participação é aberta a todos os que valorizam a importância e a riqueza cultural da diversidade religiosa na nossa cidade”, diz a assessora de Promoção e Igualdade Racial da Prefeitura de Curitiba, Marli Teixeira Leite. “É uma oportunidade também para as pessoas conhecerem as diferentes manifestações da cultura de terreiro, muito ligadas à natureza”, completa o coordenador do Fórum Paranaense das Religiões de Matriz Africana e babalorixá Flávio Maciel. O babalorixá é o sacerdote do candomblé.

O evento é uma promoção do Fórum Paranaense das Religiões de Matrizes Africanas, com apoio da Prefeitura, Bloco Afro Pretinhosidade, Setorial de Cultura Tradicional de Matriz Africana, Ile Axé Opo Oya Onira, Federação Umbandista do Estado do Paraná, Terreiro Jurema Mestre Zé Mulambo, AAlaafia Educação e Religiosidade, TUEG (Terreiro de Umbanda Estrela Guia), Grupo Swbathekye Kariri Xocó, Samba de Biloca e Cacique Wbyrawa.

Serviço: Dia do Caboclo

Data: domingo (2/7)
Local: junto às gameleiras da Praça Tiradentes, em frente à Catedral

PROGRAMAÇÃO
13h – Acolhimento e colocação de laços brancos nos Irokos

13h30 – Louvação a Exu

13h40 – Iroko Itan, louvação e onjé

14h – Celebração do 02 de julho, com Samba de Caboclo

14h20 – História e apresentação cultural com o Grupo Swbathekye Kariri Xocó e Cacique Wbyrawa em frente à estátua do Cacique Tindiquera

14h40 – Curimba do Terreiro TUEG (Tenda de Umbanda Estrela Guia)

15h – Terreiro de Jurema Mestre Zé Mulambo

15h20 – Bloco afro Pretinhosidade 

Para entender o significado das expressões religiosas:

Irokos: árvores sagradas. As gameleiras são as escolhidas pela liturgia do Candomblé  por terem vida longa e espraiarem suas raízes para além da sombra de suas copas.

Colocação dos laços brancos: representa vestir as árvores sagradas com a cor ligada de Iroko, orixá do tempo

Exu: é o Orixá, entidade religiosa que protege os caminhos, ligada à ancestralidade e ao tempo. Essas qualidades são expressas pelo vigor das árvores sagradas.

Onjé: alimento

Curimba: toques da Umbanda

Terreiro de Jurema: espaço religioso da tradição ameríndia, é o local sagrado aonde acontecem rituais indígenas; existem poucos em Curitiba

Relacionados

EDIÇÃO IMPRESSA Nº 117 | ABRIL/2024

spot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS