23.8 C
Curitiba
sexta-feira, 12 abril 2024

Dia do Voluntariado

Há 26 anos, artistas curitibanos praticam solidariedade e fazem a diferença na vida de crianças e idosos

O Dia do Voluntariado, comemorado na segunda-feira (28/8), não será de folga para músicos do Viola Quebrada. Os integrantes do grupo são alguns dos 26 artistas que participam da Rede Sol, programa de voluntariado desenvolvido há 26 anos pela Fundação Cultural de Curitiba. Na segunda-feira, eles farão uma apresentação para idosos do Centro de Acolhimento e Atendimento Integral Mais Viver, no bairro Fanny.

A Rede Sol une arte e solidariedade e leva música, poesia, circo e outras apresentações a hospitais, lares de idosos, escolas de educação especial, centros de atenção psicossocial, orfanatos. Em agosto, fazem 14 apresentações com diferentes expressões, de música sertaneja a teclado, arte circense e outras. De 2011 até agora foram 82.389 pessoas assistidas com a programação da rede.

As apresentações também acabam sendo um apoio terapêutico, como destaca Marilene Lima, coordenadora do programa. “As performances têm um papel fundamental para aqueles que estão afastados do convívio social. Muitas vezes, essa é a única visita que eles recebem, sendo um momento de diversão e descontração”, diz.

Além da alegria, as atividades da Rede Sol também desempenham um papel poderoso no desenvolvimento da autoestima e sensibilidade artística. Para a comunidade de artistas voluntários, o programa oferece uma oportunidade de cultivar a solidariedade.

Cantor sertanejo, Renan Cardoso, que faz parte do programa desde o início, há 26 anos, compartilha sua perspectiva.

“O projeto não faz bem apenas para quem o recebe, mas também para nós, artistas. A cada apresentação, sinto-me realizado ao ver que minha música trouxe bem-estar para essas pessoas, disse Renan.

Fábio Manzano, conhecido como Palhaço Panqueca, é outro exemplo inspirador. Ele é voluntário da Rede Sol há mais de 15 anos e leva alegria com músicas tocadas em flauta e histórias para todas as idades.

“A importância da Rede Sol é que expomos nosso trabalho de maneira a fazer a diferença na sociedade. Além disso, o projeto também valoriza e dá visibilidade, promovendo crescimento para diversos artistas”, ressalta Manzano.

O programa não se limita às apresentações artísticas, também cuida da logística e infraestrutura, mediando o contato entre os artistas e as instituições beneficiadas.

A possibilidade de se voluntariar está aberta a todos os interessados. Se você deseja contribuir com seu talento e solidariedade, pode entrar em contato pelo e-mail redesol@fcc.curitiba.pr.gov.br ou presencialmente na Rua Engenheiros Rebouças, 1.732.

Relacionados

EDIÇÃO IMPRESSA Nº 116 | MARÇO/2024

spot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS