19.8 C
Curitiba
quarta-feira, 24 abril 2024

Feira de empregabilidade oferece 600 vagas a pessoas com deficiência

A Feira de Empregabilidade para Pessoa com Deficiência, realizada nesta sexta (3/12), ofereceu cerca de 600 vagas de trabalho em funções como analista de sistemas, analista de telemarketing, auxiliar de limpeza, auxiliar de produção e auxiliar financeiro.

O evento no Departamento dos Direitos da Pessoa com Deficiência da Prefeitura, organizadora da feira, contou com a participação de 17 empresas e também de equipes do Sistema Nacional do Emprego (Sine) e da FAS Trabalho, que fez cadastro de jovens para o programa Aprendiz e deu informações sobre os cursos de qualificação profissional do Liceu de Ofícios.

Intérpretes da Central de Libras ajudaram na acessibilidade das informações para os surdos e todos os que compareceram puderam conhecer as oportunidades e se candidatar. Nesta edição, mais de 100 pessoas foram encaminhadas às empresas participantes.

A feira marcou a celebração do Dia Internacional da Pessoa com Deficiência, instituído pela ONU há 29 anos.

“A pandemia prejudicou a todos e agora, na retomada da economia, as pessoas com deficiência também estão à procura de uma nova oportunidade”, ressaltou Denise Moraes, diretora do Departamento dos Direitos PcD.

As pessoas que foram até a feira apresentam os mais diversos tipos de deficiência, alguns físicos, outros mentais. Elisanda Izidoro, analista de recursos humanos da transportadora Rodonaves, que ofereceu vagas na feira, contou que a empresa já emprega pessoas com deficiência e que o mais importante é respeitar as particularidades de cada um e oferecer a oportunidade.

“Nós já trabalhamos com quatro surdos e a transportadora também oferece curso de libras para os outros funcionários, para que haja a inclusão e a perfeita harmonia entre todos os colaboradores”, disse Elisanda.

Jaques Fabricio de Melo Meyer, deficiente intelectual leve, não vê a hora de voltar a trabalhar. Ele entregou seu currículo para várias empresas que ofereciam vagas na feira e espera que 2022 seja um ano bem diferente do ano que está acabando.

“Faz tempo que eu estou parado e espero que tudo dê certo, tomara que eu possa voltar”, disse Jaques, que é auxiliar administrativo.

Lei de Cotas

A Lei de Cotas para Pessoas com Deficiência completou três décadas. Criada para assegurar a inclusão no mercado de trabalho, a lei garante hoje o emprego de 500 mil pessoas com deficiência em todo o país. O direito está previsto no artigo 93 da Lei 8.213/91, que definiu os benefícios da Previdência Social.

“Nossa feira é especializada para que as empresas encontrem seus futuros funcionários e respeitem a legislação. Esperamos empregar centenas de pessoas e ajudar nossa cidade na retomada da economia”, disse Denise Moraes.

Relacionados

EDIÇÃO IMPRESSA Nº 116 | MARÇO/2024

spot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS