Créditos: Miguel Locatelli/Site Oficial

O Athletico Paranaense é bicampeão do Estadual! Na tarde deste domingo (21), o Furacão venceu o Toledo por 1 a 0 no tempo normal e conquistou a taça nas cobranças de pênaltis. Matheus Rossetto marcou o gol athleticano no início do jogo. Saiu dos pés de Khellven a última cobrança nas penalidades, que selou a vitória rubro-negra.

Pelo segundo ano consecutivo, o Furacão conquistou o campeonato regional disputando a competição com uma equipe de Aspirantes.

O Furacão, empurrado pela torcida, foi para cima do Toledo logo no primeiro minuto. A tentativa pelo lado direito terminou em escanteio. Depois, o lançamento foi para Bergson, que girou e bateu forte. A bola tocou a rede, pelo lado de fora.

E a pressão surtiu efeito aos seis minutos. Bergson sofreu falta dentro da meia-lua da grande área. Quem cobrou foi Rossetto. A bola desviou na barreira e tocou na trave antes de balançar as redes! 1 a 0!

Em outra chance de falta, o Rubro-Negro quase chegou ao segundo gol. Bergson cobrou rasteiro, por baixo da barreira, e o goleiro espalmou, aos 19’.

Aos 23 minutos, após tabela no meio campo, Marquinho finalizou de fora da área. A bola passou perto.

Vitinho fez a finta e arriscou de fora, aos 35’. O goleiro fez firme defesa.

Aos 40’, após cruzamento da direita, Marquinho tocou de cabeça e o goleiro fez uma grande defesa, colocando para escanteio. Na cobrança, Erick testou firme e a bola parou na trave!

Athletico não consegue furar a retranca adversária e o jogo vai para os pênaltis

Na segunda etapa, quem primeiro apareceu foi o goleiro do Toledo. Aos 12 minutos, Halter cruzou e Poveda cabeceou bem. André fez uma grande defesa para evitar o segundo gol.

Depois, foi a vez de Erick arriscar. Ele mandou uma bomba e o goleiro espalmou para o lado. Na sequência do lance, Rossetto chutou para fora.

Aos 29’, Khellven cobrou falta da direita e Bergson cabeceou no canto. André foi buscar.

Dois minutos depois, quase o gol athleticano. Matheus Anjos cobrou escanteio na segunda trave e Lucas Halter apareceu para cabecear. A finalização, no entanto, parou no travessão.

Com o time adversário postado todo na defesa, o Rubro-Negro tentava de fora da área. Aos 35’, foi com Eder. A bomba de longe passou muito perto.

O time comandado por Rafael Guanaes continuou na pressão, mas não conseguiu fazer o segundo gol, mantendo o 1 a 0 no placar, que levou a decisão para os pênaltis.

Nas cobranças alternadas, o Furacão levou a melhor e ficou com o título do Campeonato Paranaense 2019!