O atacante argentino Lionel Messi anunciou que não vai jogar mais pela seleção argentina.

O craque falava à imprensa do seu país em 27 de junho após a derrota de pênaltis para o Chile no final da Copa América de 2016.

“É difícil o momento. É duro para qualquer análise. No vestiário pensei que acabou a seleção para mim. Não é para mim”, sentenciou o craque.

Leo, que acaba de completar 29 anos, disse que foi uma decisão “para o bem de todos”.

É para o bem de todos. Não estamos satisfeitos em chegar à final e não ganhar. Eu tentei muito ser campeão com a Argentina. Não deu”, afirmou Messi.

É a terceira final seguida que é assim. Tentamos, buscamos, mas é incrível. Não deu, perdemos nos pênaltis. O que sinto agora é uma tristeza grande que volta a acontecer“, acrescentou ele.

Apesar do erro, o atacante do Barcelona se tornou durante a Copa América o maior artilheiro da história da seleção argentina, com 55 gols. A seleção conseguiu o terceiro vice-campeonato em três anos consecutivos. Antes, perdeu na final da Copa do Mundo 2014 e na Copa América 2015.

O capitão do Barça, estrela da equipe argentina e vencedor de cinco bolas de ouro da FIFA, não conseguiu marcar gol na decisão de pênaltis que terminou com a vitória do Chile por 4-2.