O Museu de Arte Contemporânea do Paraná (MAC-PR) abre na próxima quinta-feira (10/11), às 17h, a exposição Ícaro e o Labirinto, dos artistas Andre Serafim, Bení Moura e Marcel Fernandes, com curadoria de João Henrique do Amaral. O ponto em comum das obras é que mesclam ousadia e liberdade criativa sem concessões aos modismos. A mostra pode ser visitada até 5 de março de 2017 e a entrada é gratuita. O artista Marcel Fernandes apresenta, por meio de uma instalação concebida em forma de gabinete de observação astronômica, imagens dos mares, detalhes lunares e a luz e, também, as asas, os tempos e os mapas das migrações e imaginações celestes.. Curitiba, 04/11/2016. Foto: Divulgção MAC

O Museu de Arte Contemporânea do Paraná (MAC-PR) abre na próxima quinta-feira (10/11), às 17h, a exposição Ícaro e o Labirinto, dos artistas Andre Serafim, Bení Moura e Marcel Fernandes, com curadoria de João Henrique do Amaral. O ponto em comum das obras é que mesclam ousadia e liberdade criativa sem concessões aos modismos. A mostra pode ser visitada até 5 de março de 2017 e a entrada é gratuita.

Os artistas apresentam, cada um à sua maneira, instalações em que o mito de Ícaro, o que ousa alçar voos e pela impetuosidade é castigado, é revisitado. As instalações tomarão três ambientes no espaço Theodoro De Bona do museu.

O artista Marcel Fernandes apresenta, por meio de uma instalação concebida em forma de gabinete de observação astronômica, imagens dos mares, detalhes lunares e a luz e, também, as asas, os tempos e os mapas das migrações e imaginações celestes. “As imagens cooptadas pelo artista, cujos detalhes são ficcionais ou não, aprimoram-se por meio do crescente domínio da tecnologia e com uma criatividade elevada”, comenta o curador.

Bení Moura propõe plasticamente um questionamento comum a todos. Questões de escolhas na vida a cada asa manufaturada, dúvidas sociais enredadas em labirintos enevoados, os fatos da realidade e os atos impingidos por sincronicidades nem sempre compreensíveis: são asas presentes e rotineiras.

Em uma sala de leitura, histórias envolventes e misteriosas são contadas pelo artista Andre Serafim. Um labirinto instigante para o conhecimento e o espírito presente de Ícaro para o inédito.

DESFILE HEROÍNA – No evento de abertura o público terá a oportunidade de assistir à performance do estilista curitibano Alexandre Linhares, criador da marca Heroína. Suas criações apresentam o fazer artístico ao utilizar a roupa como manifestação de sentimentos, posicionamentos e reflexões contemporâneos.

Serviço

Exposição Ícaro e o Labirinto – Andre Serafim, Bení Moura e Marcel Fernandes

Abertura em 10 de novembro, das 17h às 20h

Entrada gratuita

Informações (41) 3233-6872

Museu de Arte Contemporânea do Paraná

Rua Desembargador Westphalen, 16 – Curitiba

Visitação de terça a sexta-feira, das 10h às 19h

Sábados, domingos e feriados, das 10h às 16h.

www.mac.pr.gov.br