Antes do início oficial do inverno, a Doe Calor, campanha do agasalho da Prefeitura de Curitiba, realizada pela Fundação de Ação Social (FAS) e Instituto Pró-Cidadania, já fez 19.181 atendimentos a pessoas em situação de risco e vulnerabilidade social na cidade em seu primeiro mês de realização. Quem recebe as roupas doadas pelas população e por empresas são famílias em situação de vulnerabilidade social, entidades sociais e usuários da assistência social de equipamentos da prefeitura.

No total já foram repassados 4 mil cobertores novos e mais de 33 mil peças de roupas. Além disso, até o momento, 570 pontos de coleta estão ativos. Porém, mesmo com o grande volume de peças recebidas, muito do que está sendo doado não está em condições de uso.

“Mais da metade do que recebemos neste mês teve que ser mandado para manutenção ou lavagem, o que faz com que o tempo de espera das pessoas que precisam ser atendidas aumente”, afirmou o coordenador do Disque Solidariedade, da FAS, Luis Carlos Costa. O Disque Solidariedade é o serviço que recebe as doações, separa as peças (por gênero, faixa etária e tamanho) e as encaminha para as unidades de atendimento e entidades sociais.

Segundo Costa, as peças que não passam pela triagem apresentam rasgos, que impossibilitam o uso da roupas, manchas impossíveis de serem removidas e até mesmo sapatos doados com um único pé. “Tivemos casos onde encontramos até fezes de animais no meio das roupas e outras que pela armazenagem inapropriada estavam úmidas e emboloradas. Por isso, reforçamos que, antes de doar, a pessoa se pergunte: eu doaria essa peça para um amigo ou alguém da família?”, orientou o coordenador.

O superintendente do Pró-Cidadania, Gerson Guelmann, lembrou que como a demanda de atendimento é grande a população precisa continuar doando. “Contamos com a solidariedade dos curitibanos e estamos tendo resposta. As pessoas se sensibilizam com a causa. A grande novidade deste ano é que, além de deixar as doações nos pontos de coleta, é possível contribuir com a Doe Calor pela internet, pelo aplicativo Groovin. Todo o valor arrecadado será utilizado na compra de cobertores novos”, diz.

Outras formas de contribuir

Interessados em se tornar um ponto de coleta da Doe Calor devem entrar em contato com o Instituto Pró-Cidadania pelo telefone (41) 3040-1500. O Pró-Cidadania se responsabiliza pelo encaminhamento do material e também pela coleta das doações.

Empresas também podem participar por meio da aquisição de cotas corporativas, que são revertidas em vales-cobertores. Pessoas físicas podem adquirir os vales-cobertores, no valor de R$ 10, nas lojas Leve Curitiba. Endereços: Parque Tanguá, Ópera de Arame, Jardim Botânico, Centro (próximo à Praça Tiradentes, na Rua Monsenhor Celso, 31), Rodoferroviária, Aeroporto Internacional Afonso Pena, Mercado Municipal, Zoológico, Torre Panorâmica e Largo da Ordem.

Doações de quantidades maiores de roupas e cobertores, assim como de móveis e eletrodomésticos em bom estado de uso, podem ser feitas ao longo de todo o ano pelo Disque Solidariedade, serviço gratuito da Prefeitura de Curitiba solicitado pela Central 156. Mais informações: www.doecalor.com.br