Neste domingo (8), o Museu Paranaense encerra a visitação de três exposições em cartaz na sua grade de programação. São elas: A Cidade e Suas Ruas: retratos dos personagens de Curitiba, Memorial à indústria da Erva-Mate e Gravado: Litografias de Lívio Abramo. A entrada é franca e o espaço funciona aos fins e semana e feriados, das 10h às 16 horas.

Em Cidades, o visitante poderá ver retratos e esculturas de personalidades curitibanas. Muitas dessas obras foram feitas pelo pintor Alfredo Andersen, sob encomenda do então diretor do museu, Romário Martins.

Já Memorial à Indústria da Erva-Mate apresenta parte do acervo doado pelo antigo Museu Mate Leão: móveis, embalagens, fotografias, livros, documentos e uma coleção de cuias e bombas de prata, que simbolizam a importância dessa indústria para o desenvolvimento do estado.

Em Gravado estão reunidas obras de Lívio Abramo, considerado um dos maiores gravadores brasileiros, responsável por introduzir a técnica artística no Brasil. As gravuras fazem parte do acervo do Museu de Arte Contemporânea do Paraná (MAC-PR), e foram cedidas pelo museu para a exposição.

MOSTRAS INTERDITADAS – Estarão inacessíveis para o público a partir de segunda-feira (9) as exposições Em foco: Iria Corrêa e o espaço Sala de Banho da Casa Garmatter, por conta de movimentações necessárias para a montagem das próximas exposições no museu.

Neste feriado, as mostras podem ser visitadas normalmente. Os locais ficam com visitação impedida até 21 de novembro, mas abrem novamente após esta data.

Seguem funcionando normalmente as mostras Dinheiro e Honraria, Ocupação do Território Paranaense e Aproximações — Ucranianos e Poloneses nas fronteiras agrícolas do Paraná, que reúne fotografias de João Urban.

SERVIÇO:
Museu Paranaense
Rua Kellers, 289, São Francisco – Curitiba
Visitação de terça a sexta-feira, das 9h às 17h30. Sábado, domingo e feriado, das 10h às 16h.
(41) 3304-3300 | www.museuparanaense.pr.gov.br
Entrada franca.