19.2 C
Curitiba
quarta-feira, 17 abril 2024

Não era dia de gol

Não foi uma tarde de comemoração para a torcida rubro-negra. Contra o Santos, no Caldeirão, o Athletico saiu atrás no placar e tentou a reação com uma blitz para cima da defesa adversária. Só que nada deu certo para o ataque do Furacão.

Foram inúmeras oportunidades de gol que pararam nas defesas do goleiro santista, na trave e passaram perto da meta. No final, triunfo do adversário por 1 a 0.

O resultado mantém o Furacão com 34 pontos na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro. O time rubro-negro volta a campo na próxima terça-feira (2), contra o Flamengo, em jogo atrasado da 4ª rodada.

Mesmo com um início de baixa intensidade, o Athletico teve as melhores oportunidades já na primeira etapa. Terans chutou de fora da área com perigo. E Pedro Rocha, em cruzamento de José Ivaldo, obrigou João Paulo a fazer a primeira grande defesa.

O Furacão ainda reclamou de pênalti em lance em que Renato Kayzer foi derrubado dentro da área. O árbitro não marcou nada e o VAR também não atentou para a infração.

Mas no primeiro lance após o intervalo, o Santos conseguiu o seu gol. Aos 2′, Marcos Guilherme cruzou da esquerda e cruzou para Madson marcar de cabeça.

A partir daí, começou uma avalanche do ataque do Athletico em busca da virada. E por muito pouco a resposta não foi imediata. Em cruzamento rasteiro de Christian, Terans apareceu livre na pequena área, mas mandou por cima do travessão.

A pressão athleticana continuou. Marcinho bateu rente à trave. Christian chutou por cima do gol. Erick chutou forte e João Paulo defendeu. E o goleiro santista evitou novamente o gol em uma cabeçada de Zé Ivaldo.

Mas as melhores oportunidades ainda estavam por vir. Em cruzamento da esquerda, Kayzer ganhou da zaga santista e cabeceou no travessão! E a partida terminou com João Paulo salvando o Santos mais uma vez, em chute de Christian.

Clube Athletico Paranaense
Clube Athletico Paranaensehttps://athletico.com.br/
Clube Athletico Paranaense é um clube de futebol brasileiro, da cidade de Curitiba. Foi fundado em 26 de março de 1924, a partir da fusão do International Foot-Ball Club e do América Futebol Clube. Suas cores tradicionais são o preto e o vermelho, que lhe rendem a alcunha de rubro-negro.

Relacionados

EDIÇÃO IMPRESSA Nº 116 | MARÇO/2024

spot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS