Nota Paraná ajuda instituições a cuidar de animais abandonados

Os créditos e prêmios do Programa Nota Paraná estão ajudando a alimentar e tratar milhares de animais abandonados. Desde março deste ano, quando o programa passou a beneficiar instituições sem fins lucrativos, mais R$ 111 mil já foram repassados a cerca de 30 ONGs da área de proteção animal cadastradas pela Secretaria Estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos.

O Nota Paraná está sendo a solução para a ONG Amigo Animal, uma das maiores de Curitiba e Região Metropolitana. “Está sendo muito importante, principalmente neste período de crise em que as doações caíram significativamente”, disse o presidente da ONG, Marcelo Misga.

Para cuidar dos mais de mil animais abrigados pela organização é necessário uma arrecadação de R$ 50 mil por mês. Em setembro passado, o Nota Paraná, respondeu por um terço desse valor. De acordo com Misga, os comerciantes estão colaborando bastante. “Eles acabam guardando as notas dos consumidores que não querem e nos doam”, afirma Misga.

A divulgação é feita boca a boca e em redes sociais. Mas, Misga acredita que o consumidor é o principal responsável. Para dar conta de cadastrar as notas no sistema, a ONG conta com ajuda de voluntários que cadastram cerca de 1.500 notas por dia.

As instituições que desejam participar poderão enviar a partir desta segunda-feira (22) os seus requerimentos para a Secretaria Estadual do Meio Ambiente, que será responsável por cadastrar as ONGs interessadas no programa Nota Paraná. Para maior informação, entrar em contato no endereço eletrônico ([email protected] ).

FUNCIONAMENTO – A transferência dos créditos para as ONGs pode ser feita de duas formas. Na primeira forma, o consumidor pede a nota fiscal, mas sem informar o CPF. Depois ele registra no sistema, pelo aplicativo do programa ou pelo site (www.notaparana.pr.gov.br), o número da nota fiscal e a respectiva instituição que ele quer beneficiar.

A lista com os dados das instituições cadastradas que podem receber os créditos está no site ou no aplicativo do programa. Assim, o consumidor escolhe para quem ele vai transferir os créditos.

A outra opção é para o consumido que pede a nota e não registrar o CPF. Ele pode entregar a nota fiscal diretamente a uma ONG cadastrada ou depositar o documento em urnas disponibilizadas pelas instituições nos estabelecimentos.

Neste último caso, as instituições recolhem os documentos e os registra no sistema da Nota Paraná.