Na segunda-feira (4/4), começa a funcionar o novo ponto do Mesa Solidária no Viaduto do Capanema, no Jardim Botânico. A distribuição de refeições gratuitas à população em risco social vai ocorrer, a partir das 18h30, na Escola de Segurança Alimentar e Nutricional Patrícia Casillo, inaugurada no dia 22 de março no local.

O Mesa Solidária do Viaduto do Capanema tem capacidade para atender, diariamente, cerca de 500 pessoas. Jantares serão distribuídos de graça todos os dias e, nos fins de semana, também serão ofertados café da manhã e almoço.

O novo espaço integra o inédito Complexo de Segurança Alimentar e Nutricional Capanema da Prefeitura, que reúne ainda o 35º  Armazém da Família, também inaugurado no mês passado, e o Restaurante Popular, aberto em 2018 do lado oposto no viaduto e que oferece almoços a R$ 3.

Com o início do atendimento do Mesa Solidária na escola do complexo no Viaduto do Capanema, o Restaurante Popular do local deixa de servir refeições gratuitas para moradores em situação de rua, mantendo apenas o serviço de almoço a R$ 3.

A Escola de Segurança Alimentar e o Armazém da Família ficam na parte do viaduto junto à Avenida Doutor Dário Lopes dos Santos, 822 (ao lado do Moinho Anaconda). Já o Restaurante Popular fica no trecho junto à Rua Ubaldino do Amaral (a uma quadra do Mercado Municipal).

Estrutura

A Escola de Segurança Alimentar e Nutricional Patrícia Casillo é a segunda aberta pelo município (a outra fica no Campo de Santana). O local possui área construída de 320 m², com cozinha para capacitação de famílias e oferta de refeições gratuitas para pessoas em risco social atendidas pelo Mesa Solidária. O salão de refeições tem capacidade para 80 lugares.

Assim como o Restaurante Popular do Capanema, o Armazém da Família e a Escola de Segurança Alimentar foram decorados com temas em homenagem à Curitiba, com grafites dos artistas Ferge e May.

Programa

O Mesa Solidária começou no fim de 2019 e é uma ação conjunta de órgãos da Prefeitura, como Secretaria Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional, Fundação de Ação Social e Secretaria Municipal de Defesa Social e Trânsito, que cedem locais e apoio logístico, com entidades parceiras (instituições religiosas, ONGs e movimentos de ajuda às pessoas em situação de rua), que adquirem, preparam e servem os alimentos.

São espaços atendendo o Mesa Solidária: o Restaurante Popular da Praça Rui Barbosa (Centro), a Praça Solidariedade (Rebouças) e o Mesa Solidária Luz dos Pinhais, atrás da Catedral (Centro).