Nesta segunda-feira (4/4), a Escola de Segurança Alimentar e Nutricional Patricia Casillo fez a primeira distribuição de refeições gratuitas à população em risco social pelo Mesa Solidária. A escola, inaugurada em 22 de março sob o Viaduto do Capanema, é o novo ponto do programa da Prefeitura.

Andreia Fialek, 43 anos, aprovou o novo ambiente. Ela passou o dia atrás de emprego e estava grata por ter o que comer.

“Aqui a gente não recebe só comida, mas também carinho e atenção. Eu sou muito grata por isso, a comida é ótima”, completou Andreia.

Silvio do Nascimento Montovani, 51 anos, está em situação de rua e vende doces para poder garantir a alimentação. Mas com o Mesa Solidária ele consegue economizar o dinheiro que gastaria.

“É muito importante para nós que moramos na rua. Muitas vezes não temos o que comer e aqui todos os dias tem uma comida deliciosa, quentinha e de graça. É uma bênção”, contou Silvio.

O Mesa Solidária do Viaduto do Capanema tem capacidade para atender, diariamente, cerca de 500 pessoas. Jantares serão distribuídos de graça todos os dias e, nos fins de semana, também serão ofertados café da manhã e almoço.

O novo espaço integra o inédito Complexo de Segurança Alimentar e Nutricional Capanema da Prefeitura, que reúne ainda o 35º Armazém da Família, também inaugurado no mês passado, e o Restaurante Popular, aberto em 2018 do lado oposto no viaduto e que oferece almoços a R$ 3.

Primeiro jantar

O primeiro jantar do local ficou por conta do Terreiro Vovó Benta, que serviu 135 marmitas. O cardápio foi arroz, feijão e frango ao molho com batatas, couve-flor e abobrinha.

Com as refeições servidas na noite de segunda, o programa Mesa Solidária alcançou a marca de 665,7 mil refeições distribuídas gratuitamente para a população em risco social desde o fim de 2019.

O secretário de Segurança Alimentar e Nutricional, Luiz Gusi, comemorou o sucesso do programa e lembrou que o novo espaço vai além de servir refeições.

“Ficamos muito felizes com o número de refeições que já distribuímos e agora esse projeto cresceu. Além de comida gratuita, vamos ofertar cursos e capacitações para que essas pessoas também possam ter oportunidades de emprego”, salienta Gusi.

Alguns cursos que serão ofertados são charcutaria, panificação, bolo no pote, confeitaria e churrasqueiro.

Mesa Solidária

O Mesa Solidária é uma ação conjunta de órgãos da Prefeitura, como Secretaria Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional, Fundação de Ação Social e Secretaria Municipal de Defesa Social e Trânsito, que cedem locais e apoio logístico, com entidades parceiras (instituições religiosas, ONGs e movimentos de ajuda às pessoas em situação de rua), que adquirem, preparam e servem os alimentos.

Além da Escola de Segurança Alimentar Patricia Casillo (Capanema), atendem o Mesa Solidária o Restaurante Popular da Praça Rui Barbosa (Centro) e o Mesa Solidária Luz dos Pinhais, atrás da Catedral (Centro).