O Paraná Clube venceu mais uma – agora fora de casa – e segue firme na sua caminhada pelo acesso à primeira divisão nacional. O Tricolor derrotou o Operário, no Germano Kruger, e segue como o melhor paranaense desta Série B. Em 15 pontos disputados, foram 12 pontos somados. “É um fator importante em uma competição tão equilibrada e que envolve esses duelos estaduais, onde a rivalidade pesa bastante”, destacou o técnico Matheus Costa.

Com a mesma formação das últimas três partidas, o Paraná Clube começou o jogo levando perigo ao Operário. Aos 8 minutos, Bruno Rodrigues arrancou pela direita, mas cruzou entre Jenison e Judivan. O Operário respondeu numa jogada de Felipe Augusto, que bateu com perigo, na saída de Thiago Rodrigues. O jogo seguiu equilibrado, com boas oportunidades para os dois times. No final do primeiro tempo, Vitinho ainda precisou ser substituído, após levar uma entrada dura de Revson.

Logo após a entrada de Itaqui, o Paraná abriu o placar. Na arrancada de Bruno Rodrigues, ele deixou o zagueiro do Operário no chão e bateu cruzado. Golaço e Tricolor 1×0. Com a vantagem no marcador, o técnico Matheus Costa procurou ajustar o time para anular os espaços do adversário e explorar a velocidade para “matar” o jogo. O cenário ficou ainda melhor quando, aos 10 minutos, o zagueiro Rodrigo foi expulso de campo.

O atacante Raphael Alemão entrou no time e o Paraná foi criando boas oportunidades ofensivas. Aos 19 minutos, a bola sobrou para Jenison, que encheu o pé, mas a bola explodiu em Revson. O Operário tentava as bolas alçadas para Schumacher para chegar ao empate. Matheus Costa fechou a área com a entrada de Eduardo Bauermann e deixou o tempo passar, até o apito final de Leandro Bizzio Marinho. Foi a 10ª vitória do Tricolor nesta Série B.