Depois da goleada de 5 a 0 sobre o Londrina, na última quinta-feira (23), Dorival Júnior avisou: o Athletico precisaria repetir a grande atuação e se desdobrar para superar o FC Cascavel.

O primeiro duelo da semifinal, neste domingo (26), não mostrou apenas que o treinador rubro-negro tinha razão. Mas também que a equipe entendeu o recado. 

Desta vez, a postura do adversário foi bem diferente. Mesmo jogando na casa do Furacão, o Cascavel não se encolheu. Buscou o jogo a todo, impôs dificuldades à defesa athleticana, obrigou o Rubro-Negro a variar seu repertório.

Mesmo assim, acabou goleado por 5 a 1.

O Athletico demorou a encontrar os caminhos para passar pela defesa adversária. O técnico do Cascavel soube fechar os espaços pela direita do ataque rubro-negro, pelo lado onde joga Nikão. E por isso, o Furacão teve que buscar a solução pela outra ponta.

Foi pelo lado esquerdo que saiu a falta que Marquinhos Gabriel bateu, colocando a bola na cabeça de Lucas Halter, que marcou de cabeça o primeiro, aos 22′. 

Antes disso, o Rubro-Negro tinha conseguido poucas chances. Depois, achou novamente pela esquerda o caminho para o segundo gol. Aos 33’, o cruzamento saiu dos pés de Cittadini e encontrou Bissoli, que dominou entre os zagueiros e ampliou.

O Cascavel não se amedrontou e foi premiado com um gol aos 44’, em um cruzamento que Márcio Azevedo tentou cortar, mas a bola bateu no atacante Henrique e entrou.

O gol do adversário era prenúncio de mais dificuldades na segunda etapa. Mas bastaram 39 segundos para o Furacão encaminhar a vitória.

Para isso, contou com Adriano, que mostrou sua qualidade logo que entrou em campo. Em um lançamento milimétrico, inverteu o jogo e encontrou Nikão desmarcado. O craque da camisa 11 dominou, passou pela marcação e bateu cruzado: 3 a 1. 

Adriano participou também da jogada do quarto gol. Foi ele quem, após jogada com Carlos Eduardo, cruzou na área a bola que sobrou para Marquinhos Gabriel anotar.

O quinto gol foi novamente de Bissoli, que aproveitou um passe do capitão Wellington, após uma saída de bola errada do adversário. O oitavo gol do camisa 17 em dez jogos com camisa rubro-negra.

Ainda resta um jogo contra o perigoso Cascavel, às 18h da próxima quarta-feira (29), no interior. Mas a vaga na decisão do Estadual, pelo quinto ano seguido, está muito próxima.