15 C
Curitiba
sábado, 18 maio 2024

Polícia Civil diz que nadadores dos EUA promoveram vandalismo

Os quatro nadadores dos EUA que relataram um suposto assalto no Rio de Janeiro na madrugada do último domingo mentiram sobre o episódio. Quem afirma é a Polícia Civil em entrevista coletiva nesta quinta-feira (18).

Segundo as investigações, os atletas teriam, na verdade, se envolvido em uma briga com seguranças de um posto de gasolina na Barra da Tijuca. O chefe da Polícia Civil, Fernando Veloso, afirmou que “a única verdade que eles contaram é que eles estavam bêbados”,

Veloso disse que ainda não é possível dizer de que crimes os atletas podem ser acusados. Segundo ele, os nadadores provocaram “atos de vandalismo” no banheiro do posto. Com a confusão, funcionários vieram ver o que acontecia, tentando controlar a situação.

A conclusão preliminar da Polícia Civil é de que os atletas teriam saído da festa, ido ao banheiro e quebrado o espelho.

Seguranças pediram ao taxista que não partisse com os atletas, mas esperassem a chegada da polícia. Os atletas não queriam aguardar a chegada da polícia. Uma terceira pessoa se ofereceu para funcionar como intérprete entre inglês e português. Essa testemunha ainda deve ser ouvida.

Foi informado também que o intérprete negociou para que eles ressarcissem vandalismo no posto uma quantia no valor de R$100 e US$ 20.

O chefe da Polícia Civil ainda comentou que “os cariocas viram o nome da cidade manchado por versão fantasiosa. Seria nobre e digno pedir desculpas”.

Relacionados

EDIÇÃO IMPRESSA Nº 117 | ABRIL/2024

spot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS