23.7 C
Curitiba
quarta-feira, 22 maio 2024

População com menos de 40 anos reforça a proteção contra a covid-19

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) começou nesta sexta-feira (11/11) a aplicação da 4ª da vacina contra a covid-19 para pessoas com menos de 40 anos de idade, público que não estava previsto no Plano Nacional de Operacionalização da Campanha (PNO). Os primeiros convocados foram os moradores de Curitiba nascidos em 1983 que receberam a 3ª dose há mais de 120 dias.

A ampliação do público veio após a liberação da Comissão Intergestores Bipartite do Paraná e da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) para a vacinação com mais uma dose de pessoas entre 18 a 40 anos.

Nesta sexta, foram atendidas pessoas com 39 anos ou que completam essa idade até o fim do ano. Até às 16h 2,7 mil pessoas convocadas buscaram as unidades de saúde para receber o reforço.

O funcionário público Hélcio Roberto Roth, 39 anos, não perdeu tempo. Assim que soube da convocação foi em busca da dose extra.

“Vim o mais rápido possível para ter mais essa proteção “, disse ele, ao recomendar que os outros convocados também tomem a vacina. “As pessoas já pararam de usar máscaras, então essa é uma proteção a mais e que não custa nada”, completou.

A 4ª dose equivale ao 2º reforço para os vacinados na 1ª dose com Pfizer, Astrazeneca e Coronavac. Já para os vacinados na 1ª dose com Janssen, a 4ª dose equivale ao 3º reforço.

Ansiosa para que a vacinação com a 4ª dose fosse ampliada, a professora Caroline Brasil, 39 anos, também compareceu no primeiro dia. Para ela o aumento de casos de covid-19 gerou uma preocupação a mais.

“Meu marido tomou a vacina em julho e eu esperava que pudesse tomar a minha. Enfim, deu tudo certo: saí de uma consulta médica e vim direto pra cá.

Avisado pela esposa, o arquiteto David Pierin, 39 anos, também garantiu a sua dose. “Esperava que não precisasse ter que tomar vacinas com tanta frequência, mas minha esposa viu a convocação e me avisou, então eu vim”, contou.

Para os convocados que não puderam comparecer nesta sexta-feira (11/11), a SMS oferece repescagem contínua nas unidades de saúde de segunda a sexta-feira – exceto na próxima segunda (14/11) e terça (15/11), por causa do feriado da Proclamação da República.  

Novo grupo

Na próxima quarta-feira (16/11), a 4ª dose começará a ser aplicada nas pessoas nascidas até o dia 30 de junho de 1984; e na quinta-feira (17/11), a vacinação será ampliada para os nascidos até 31 de dezembro de 1984. Os convocados deverão ter recebido a 3ª dose há mais de 120 dias.

A vacinação acontecerá de forma escalonada por mês de nascimento para evitar que haja aglomeração ou filas de espera. Convocação de novas faixas etárias dependerão da disponibilidade de doses em estoque e do envio de novas remessas ao município.

Recomendações

Pessoas que tiveram covid-19 devem aguardar pelo menos quatro semanas após o início dos sintomas para se vacinar. No caso de pessoas que tiveram outras doenças, a orientação é que aguardem o completo reestabelecimento.

Públicos já convocados anteriormente para a vacinação anticovid:

Aqueles já chamados e que, ainda, não puderem comparecer nas datas estipuladas, podem procurar as unidades de saúde, na chamada repescagem contínua   

1º dose
– Pessoas com 3 anos completos ou mais

2º dose
– Pessoas com 3 anos completos ou mais

1º reforço
– Pessoas com 12 anos completos ou mais

2º reforço
– Imunossuprimidos com 12 anos ou mais, profissionais de saúde, pessoas de 18 a 39 anos vacinadas na 1ª dose com Janssen, pessoas com 40 anos ou mais vacinadas com qualquer marca na 1ª dose.

– Pessoas nascidas até 1983 vacinadas com Astrazeneca, Pfizer ou Coronavac na 1ª dose.

3º reforço
– Imunossuprimidos com 18 anos ou mais vacinadas com qualquer vacina na 1ª dose do início do esquema vacinal e para pessoas com 40 anos ou mais ou que sejam profissionais da saúde e tenham sido vacinadas com Janssen na 1ª dose;

– Pessoas nascidas até 1983 vacinadas com Janssen na 1ª dose.

4º reforço
– Imunossuprimidos com 18 anos ou mais com a 1ª dose da Janssen.

Importante: Para receber a 2ª dose ou as doses de reforço é necessário ter completado o intervalo mínimo recomendado, que varia conforme a marca do imunizante já recebido e o grupo que a pessoa faz parte. Veja mais detalhes nos quadros de esquemas vacinais.

Relacionados

EDIÇÃO IMPRESSA Nº 118 | MAIO/2024

spot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS