10.7 C
Curitiba
sexta-feira, 19 julho 2024

Prefeitura de Curitiba e Senac vão ofertar mais 6.200 vagas em cursos na área de gastronomia

O prefeito Rafael Greca fez a abertura, nesta sexta-feira (28/6), do 1º Festival Da Terra ao Prato, na Fazenda Urbana do Cajuru.

No evento, foi assinado um termo de cooperação entre a Prefeitura e o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) para lançar 6.200 novas vagas para cursos das Escolas de Segurança Alimentar e Nutricional na área de gastronomia, com atendimento prioritário a pessoas em situação de vulnerabilidade e risco social.

Atualmente, os cursos são realizados nas cinco Escolas de Segurança Alimentar e Nutricional. Em breve, dois novos espaços serão inaugurados na cidade: no Mercado Municipal de Curitiba e na Fazenda Urbana do CIC (Parque dos Tropeiros).

Festival Da Terra ao Prato

Ao som da banda Forró Maravilha e acompanhado da Família Folhas, o prefeito celebrou uma Fazenda Urbana lotada de pessoas da comunidade do Cajuru, da Caximba e professores e curitibinhas da Escola Municipal Professor Enéas Marques dos Santos, do Capão da Imbuia.

O evento, organizado em parceria com o Conselho Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional (Comsea) e a Secretaria Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional (SMSAN), também comemora o aniversário de 4 anos da Fazenda Urbana e tem uma programação gratuita, diversificada e educativa para todas as idades.

Na cerimônia de abertura, Greca destacou a importância da Fazenda Urbana para Curitiba.

“Esse projeto que hoje está fazendo quatro anos, que nós abrimos no meio da pandemia, é um lugar para o povo aprender a plantar, a comer de forma saudável e a cozinhar. É um lugar de agroecologia, é uma escola de agronomia no espaço urbano. Um lugar para aprender a tirar a comida da terra para o prato, promovendo uma conexão com a origem dos alimentos que consumimos”, disse o prefeito.

O secretário de Segurança Alimentar e Nutricional, Luiz Gusi, ressaltou o papel educacional do evento. “Este evento é uma oportunidade para a troca de conhecimentos e experiências sobre agroecologia e sistemas alimentares sustentáveis. Nosso objetivo é promover uma alimentação saudável, justa e equitativa, engajando a comunidade em ações práticas e conscientes”, afirmou Gusi.

Durante a abertura, foram entregues duas esculturas de vacas criadas pelo artista suíço Pascal Knapp para a mostra CowParade Curitiba em 2006. Customizadas pelos artistas locais Ana Santos, Clara Viana e Fulvio Pacheco, as obras Vaca Moranguinho e Vaca Bananinha agora embelezam a Fazenda Urbana de Curitiba.

O festival vai até a manhã deste sábado (29/6).

Atividades da sexta-feira

Nesta sexta-feira, a população já aproveitou uma programação diversificada. Entre as atrações, visitas guiadas, oficinas de plantio e compostagem, exposições sobre abelhas nativas e encontros sobre sementes crioulas e sistemas alimentares sustentáveis atraíram diversas pessoas.

A curitibinha Helena Zai Tanorda da Silveira, 9 anos, foi uma das atrações do dia vestida de abelhinha sem ferrão. Ela contou que tem um meliponário em casa com o nome de Doce Paraiso. “Estou gostando muito da festa. Até participei de um plantio junto com os alunos da escola. Adorei a Fazenda”, disse ela, que foi convidada para sentar ao lado do prefeito Rafael Greca.

O evento também conta com o apoio do Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná (IDR-Paraná) e do Senac-PR, além de várias organizações de agroecologia. Durante o festival, os visitantes podem explorar o Mercado Regional do Cajuru, onde ocorre uma ação piloto de empreendedorismo social ligada ao Mesa Solidária e às Escolas de Segurança Alimentar e Nutricional. Produtos de agricultores locais estão à venda, fortalecendo a economia regional e promovendo a sustentabilidade.

Programação de sábado

O festival continua neste sábado (29/6) com diversas atividades educativas que promovem a sustentabilidade e a alimentação saudável. Serão realizadas visitas guiadas para conhecer as abelhas sem ferrão e o ciclo do alimento com crianças. Haverá troca de experiências em uma roda de conversa sobre agroecologia e transgenia, além de orientações sobre técnicas de compostagem e práticas sustentáveis.

Programação

29 de Junho – Sábado
9h às 13h – Amostra dos Guardiões das Sementes Crioulas e Agroecologia
9h30 às 11h – Roda de Conversa: Consequências dos agrotóxicos e Debate sobre Transgenia
9h às 10h – Conhecendo as abelhas sem ferrão
10h às 11h – Técnicas de Compostagem
11h às 12h – Visita guiada na Fazenda Urbana

Presenças

Participaram do evento o secretário executivo dos conselhos setoriais da Secretaria de Abastecimento do Estado (Seab), Valdenir Veloso Neto; a secretária municipal de Educação, Maria Silvia Bacila; a presidente da Fundação Cultural de Curitiba, Ana Cristina de Castro; o Diretor Regional do SENAC, Sidnei Lopes de Oliveira; a Presidente do COMSEA Curitiba e Associação Orgânica Pela Agroecologia (AOPA) Daniele Comarella; o presidente da Associação dos Comerciantes Estabelecidos no Mercado Regional Cajuru (Acemerc), João Evangelista Lima; o Assessor de Articulações Políticas, Lucas Navarro de Souza; o Diretor do Departamento de Política Sobre Drogas (SMDT), Thiago Ferro; os administradores regionais Narciso Doro Junior (Cajuru), Rafael Keiji (CIC) e Marcelo Ferraz (Tatuquara); e os vereadores Pier Petruzziello, João da Loja 5 Irmãos e Beto Moraes.

Relacionados

EDIÇÃO IMPRESSA Nº 120 | JUNHO/2024

spot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS