O prefeito Rafael Greca lança, nesta quarta-feira (15/1), às 15h30, o programa Primeiro Emprego em Tecnologia (Empregotech), que irá oferecer gratuitamente curso de programação de computação para jovens entre 16 a 22 anos. As aulas, com duração de cinco meses, começam em fevereiro e os melhores colocados poderão ser contratos como aprendizes por startups e empresas de tecnologia de Curitiba e região.

Parceria entre a Agência Curitiba de Desenvolvimento e Inovação e a Fundação de Ação Social (FAS), o Empregotech será dividido em três etapas. As inscrições para a primeira fase, com aulas sobre questões comportamentais e lógica, já começam nesta quarta-feira (15/1) e as aulas iniciam em fevereiro, com a participação de cerca de 1.500 jovens.

Em março, os alunos que atingirem nota maior que 7 seguem para as aulas de computação e programação básica, que deverá ter duração de quatro meses. Na última etapa, ao fim das aulas, os melhores alunos poderão ser contratados como aprendizes pelas empresas de TI (tecnologia da informação), aprendendo na prática as profissões do futuro. As aulas devem ocorrer nas Ruas da Cidadania da Prefeitura. 

Segundo dados da Associação das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação no Paraná (Assespro-PR), Curitiba tem hoje 6 mil vagas de trabalho em aberto na área de tecnologia. Já o Brasil, até o ano de 2024, terá 420 mil vagas à espera de profissionais qualificados e será difícil encontrá-los. O estudo nacional de 2018 é da Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (Brasscom).

O Empregotech é mais uma iniciativa do Vale do Pinhão, o movimento de cidade inteligente da Prefeitura e ecossistema de inovação para levar o desenvolvimento sustentável para toda Curitiba.

Aviso de pauta: Lançamento do programa Primeiro Emprego em Tecnologia (Empregotech)

Data: quarta-feira (15/1)

Horário: 15h30

Local: Salão Brasil da Prefeitura de Curitiba (Avenida Cândido de Abreu, 817, Centro Cívico)