Nem sempre uma grande partida acaba com a conquista de três pontos. Foi o caso do jogo entre Corinthians e Athletico, na noite desta quarta-feira (10), na Neo Química Arena, pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro. Seis gols divididos, empate em 3 a 3 e um ponto para cada equipe. Abner, Canesin e Vitinho marcaram para o Furacão.

Se você entrar em um site de busca e pesquisar o que é um jogo “lá e cá”, certamente encontrará como resposta a partida entre Corinthians e Athletico Paranaense desta noite. Do começo ao fim, os times se dividiram em grandes chances.

A primeira jogada do jogo foi um grande lance de Gustavo, atacante do Corinthians, que abriu o placar logo aos dois minutos. Mas o Furacão não deixou barato e, com um chutaço de dentro da área, Abner mandou no ângulo e empatou, aos 13’. Uma “trocação” justa, em um jogo aberto.

Quatro minutos depois, cobrança de escanteio, a bola foi cabeceada cruzando toda a área e Gabriel apareceu para completar e colocar o time da casa novamente à frente.

Com mais posse de bola e chegando mais ao ataque, não demorou para o Rubro-Negro encontrar seu merecido gol de empate. Uma jogada bem trabalhada que chegou em Abner, na esquerda. O cruzamento deixou a bola viva dentro da área até Canesin fazer ela morrer no fundo das redes do goleiro Cássio.

Além dos quatro gols, o primeiro tempo mostrou muitas chances de gol e Santos, principalmente, teve que interferir em boas oportunidades da equipe corintiana.

A segunda parte mostrou a mesma intensidade de jogo e o goleiro Santos teve que fazer duas boas defesas, em sequência, mantendo o placar igualado.

Em seguida, foi o Athletico que quase marcou. Kayzer driblou Cássio, mas não conseguiu a finalização. Ele então passou para Nikão, que parou em Gil, salvando em cima da linha. A bola ficou na boa para Vitinho, que bateu na trave.

Pouco depois, Vitinho finalizou de fora da área, a bola não tomou o rumo do gol, mas Kayzer quase conseguiu alcançar.

Só que, como quem não faz, leva, o time da casa chegou ao terceiro gol antes do time rubro-negro. Aos dez minutos, Gustavo recebeu dentro da área, pelo lado esquerdo, e tocou na saída de Santos para desempatar.

Só que o jogo, desde o início, era lá e cá. E se Gustavo marcou lá, Vitinho tratou de se redimir do gol perdido e marcou cá. Aos 27’, Canesin cruzou, Kayzer não conseguiu completar e o camisa 28 estufou as redes do Corinthians, igualando novamente o placar. Não perca as contas: 3×3.

No final da partida, dado o elevado nível desde o início, o ritmo acabou caindo e o empate acabou confortando ambas as equipes, apesar de que, num confronto direto, o resultado não tenha sido bom para nenhum dos times na busca por uma vaga na CONMEBOL Libertadores.