Créditos: Miguel Locatelli/Site Oficial

Atlético joga bem, mas empata com o Corinthians

Em São Paulo, o Atlético fez uma boa apresentação contra o Corinthians, pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro. A partida terminou empatada em 0 a 0, mas o Furacão demonstrou evolução. O próximo compromisso atleticano será na terça-feira, às 19h30, contra o Peñarol, pela Conmebol Sul-Americana.
O jogo
No primeiro tempo, o Atlético impôs uma ótima marcação, teve bom volume de jogo e boas oportunidades para abrir o placar. Apesar da boa apresentação rubro-negra, o placar na primeira etapa terminou sem gols.
Logo aos três minutos, o Corinthians chegou ao gol de Santos. Léo Santos bateu, mas o goleiro atleticano defendeu com segurança. Três minutos depois, foi a vez do Atlético chegar com perigo. Raphael Veiga cobrou escanteio fechado, mas o árbitro marcou falta de Lucho no goleiro corinthiano. Aos oito minutos, Lucho cruzou da esquerda no segundo pau, Marcelo tocou de cabeça para o meio, mas a defesa adversária tirou a bola.
Aos 11’, mais um escanteio para o Furacão. Marcinho cobrou, mas o goleiro Cássio espalmou e a bola foi para tiro de meta. Quatro minutos depois, Pedrinho recebeu na direita e chutou de pé esquerdo. Mas o goleiro Santos fez uma defesa tranquila para o Rubro-Negro.
O Atlético cobrou o quinto escanteio aos 19 minutos. Em cobrança curta, Raphael Veiga tentou colocar a bola na área, mas a defesa tirou. Marcinho tocou para Lodi na esquerda, aos 25’. O lateral cruzou rasteiro, a bola foi direto para o gol, mas Cássio fez a defesa.
Aos 28 minutos, Paulo André sentiu uma fisgada e foi substituído por Wanderson. Mesmo com a alteração, o Furacão não deixou de pressionar o adversário na primeira etapa. Aos 32 minutos, Raphael Veiga chutou bem de fora da área, mas Cássio espalmou.
O Furacão teve outras duas ótimas chances com Marcelo Cirino. Aos 42 minutos, em velocidade, Marcelo tentou tirar a bola de Cássio, mas o goleiro adversário saiu de qualquer maneira para fazer o corte. E aos 44’, Marcelo ganhou a jogada da zaga perto da linha de fundo esquerda e cruzou para a área, mas a defesa fez o forte.
Segundo tempo
Para a segunda etapa, os técnicos não fizeram alterações nas formações de suas equipes.
Aos três minutos, Santos garantiu a segurança no gol atleticano. Carlos Augusto cruzou fechado, mas o goleiro atleticano fez a defesa. Um minuto depois, Raphael Veiga cobrou falta e chutou a bola para Lucho, na segunda trave. O árbitro marcou impedimento do argentino, mas o posicionamento estava legal.
O Corinthians teve uma chance aos nove minutos, Romero bateu de fora da área. Bem posicionado, o goleiro Santos fez a defesa em dois tempos.
O Furacão teve uma ótima oportunidade aos 11 minutos. Renan Lodi chutou forte de fora da área, o goleiro Cássio defendeu e a bola pegou na rede pelo lado de fora. Dois minutos depois, Renan Lodi arrancou pela esquerda e sofreu falta. Raphael Veiga cobrou a falta rasteiro, mas a bola parou na barreira.
Aos 18 minutos, mais uma boa chance do Atlético. Marcinho chutou de fora da área e Cássio defendeu no canto direito. Quatro minutos depois, Marcinho saiu para a entrada de Nikão.
O Furacão seguiu pressionando. Aos 30 minutos, Lucho González tentou o chute de longe e o goleiro do Corinthians defendeu em dois tempos. Dois minutos depois, o Rubro-Negro quase abriu o placar. Marcelo recebeu na esquerda e tocou para Renan Lodi, que estava posicionado mais atrás. O lateral chutou para o gol, mas Cássio desviou para escanteio.
Aos 37 minutos, mais um escanteio para o Atlético. Renan Lodi cobrou, Wanderson tentou desviar, mas a bola não foi na direção do gol. O técnico Tiago Nunes promoveu a terceira substituição aos 40 minutos. Bruno Nazário entrou no lugar de Raphael Veiga. Mas o placar terminou empatado sem gols.

O primeiro jornal de Curitiba com conteúdo em Realidade Aumentada.