15 C
Curitiba
segunda-feira, 20 maio 2024

Abrigos da Prefeitura de Curitiba recebem número recorde de pessoas no ano

Os abrigos da Prefeitura bateram recorde de acolhimento na noite desta terça-feira (13/6) e madrugada de quarta (14/6), quando 1.425 pessoas foram atendidas nas unidades oficiais e parceiras do município, onde podem dormir em camas com cobertores, tomar banho quente, receber roupas limpas e se alimentar.

Para atender a demanda, a Fundação de Ação Social (FAS) está ampliando para 1.561 o número de vagas de acolhimento, o que representa um aumento de quase 30%, desde abril, quando eram 1.206 vagas e Curitiba começou a registrar as primeiras quedas de temperatura no ano.

Foi o maior número de acolhimento registrado em 2023 pela FAS, responsável pelo atendimento e acolhimento da população em situação de rua em Curitiba. Em dias em que a temperatura é normal, 1.100 pessoas, em média, usam o serviço.

Das 1.425 pessoas atendidas durante a noite, 564 foram acolhidas em casas de passagem, que recebem pessoas por busca espontânea. As demais já são acolhidas pelo município permanentemente em unidades de acolhimento institucional, hotéis sociais e república.

Ação intensificada

Por causa das baixas temperaturas e da chuva, que aumenta ainda mais a sensação de frio, a Prefeitura de Curitiba está reforçando os serviços de abordagem social e de acolhimento de pessoas em situação de rua. As ações intensificadas são realizadas das 18h à 1h e potencializam o trabalho que já é feito 24 horas por dia, durante toda a semana.

Na última noite, as equipes da FAS fizeram 185 abordagens sociais a pessoas que estavam desabrigadas nas ruas. Deste total, 165 foram feitas com base em solicitações que chegaram pela Central 156.

Em 45 atendimentos, as equipes estiveram nos endereços informados, mas não havia ninguém no local.

Apesar do frio e da chuva, apenas 76 pessoas aceitaram seguir com as equipes para os acolhimentos, onde podem dormir protegidos e outras 107 recusaram atendimento. Para quem preferiu ficar nas ruas e estava com pouco agasalho, as equipes distribuíram 55 cobertores.

Em função de problemas de saúde, uma pessoa precisou de assistência do Samu e outra foi encaminhada para unidade de atendimento. Durante as abordagens, as equipes da FAS fizeram uma orientação e cinco novos Cadastros Únicos que dão acesso a benefícios sociais.

Trabalho continua

Com previsão de continuidade do frio, a FAS vai estender as ações intensificadas pelo menos até a noite do próximo sábado (17/6), quando a temperatura mínima prevista será de 7ºC, mas com sensação térmica de 3ºC. Esse trabalho é realizado sempre que há previsão de temperaturas iguais ou abaixo de 8ºC.

“Reforçamos os serviços para garantir que todas as pessoas que estão nas ruas desabrigadas possam ser acolhidas e não corram o risco de hipotermia”, explica a diretora de Atenção à População em Situação de Rua da FAS, Grace Kelly Puchetti.

Nas noites de ação intensificada a FAS conta com mais nove equipes nas dez regionais para oferta de acolhimento, além do grupo da Central de Encaminhamento Social (CES), que funciona 24 horas todos os dias.

Durante o dia, nas regionais, a abordagem a pessoas em situação de rua é feita pelos Centros de Referência Especializados de Assistência Social (Creas).

Atualmente a FAS possui 32 unidades oficiais e parceiras para atendimento às pessoas que procurarem o serviço ou são encontradas desprotegidas nas ruas.

Central 156

A Prefeitura pede a ajuda da população para proteger as pessoas em situação de rua. A orientação é para que entrem em contato com a Central 156, por telefone, site ou pelo aplicativo Curitiba 156, sempre que avistarem alguém nessa condição.

Relacionados

EDIÇÃO IMPRESSA Nº 117 | ABRIL/2024

spot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS