“Escrever também é dançar”, essa é uma frase do escritor e ator Luiz Felipe Leprevost, um dos participantes do projeto alemão Just in Time, realizado nos meses de setembro a dezembro na Casa Hoffmann.

Proposto pelo espaço, 20 artistas curitibanos se reuniram para uma diferente experiência; escrever cartas para a dança. Escritores, atores e dançarinos cada um através de suas referências expressaram momentos pessoais e íntimos vivenciados com o movimento.

A prática gerou cartas escritas, mas também foram encenadas pelos próprios autores. O resultado pode ser assistido no canal do YouTube da Casa Hoffmann. A transmissão on-line teve início em dezembro de 2021, sendo divulgado um vídeo por semana. Todo sábado, às 19h. A agenda segue até fevereiro.

Os textos também foram impressos, e as 20 cartas estão sendo entregues pela Casa Hoffmann. A partir de segunda-feira (24/1), o público poderá retirar a publicação gratuitamente no espaço.

O artista Luiz Felipe Leprevost citou Paulo Leminski: “A poesia são os poros pelos quais a humanidade respira”, para explicar a importância de ações como essa. “Esse projeto contribui demais para a sociedade, a arte e a cultura são os poros e precisamos que estejam pulsantes e presentes. A arte ajuda a sociedade a se pensar, a se acreditar e a ser cada vez melhor”, comentou.

Participaram também os artistas Amanda Leal, Cristiane dos Santos Souza (Titi), Fábio Tavares, Fernanda Dantas, Giselly Brasil, Gládis das Santas, Ian Mickiewicz, Juliana Zelenski Alves, Kusum Verônica Toledo, Lauana Geremias, Lívea Castro, Malki Pinsag, Maurício Vogue, Mitie Taketani, Mônica Infante, Nadya Romanowski, Olga Nenevê, Pedro Inoue e Rapha Fernandes.

Just in Time – Uma carta para a Dança

Essa é mais uma edição do projeto produzido por Kattrin Deufert e Thomas Plischke (deufert & plischke). A ação já passou por Tel Aviv (Israel), Nova York e Los Angeles (Estados Unidos), Düsseldorf (Alemanha), Cidade de Bruxelas (Bruxelas), Rejkiavik (Islândia) e Singapura (Singapura).

No primeiro encontro, os artistas tiveram um workshop on-line ministrado pelos idealizadores Kattrin e Thomas, em que escreveram ou desenharam seus movimentos favoritos, atuando como um aquecimento para entrar em discussões sobre dança, levando em consideração momentos de felicidade ou frustração, de inclusão ou exclusão.

“A dança sempre fez parte do meu trabalho, porque eu percebi que eu só consigo escrever se o corpo estiver implicado na escrita”, finalizou o escritor que já participou também da residência artística de dança da PIP (Pesquisa em Dança) em 2012, quando se envolveu mais intensamente com a área.

Após o workshop e a atividade de elaborar instantes vividos com o movimento, que cada artista escreveu a sua própria Carta para a Dança e a performou para o vídeo.

 

Just in Time – Uma carta para a Dança

Veiculação dos vídeos
Horário: 19h
Local: YouTube Casa Hoffmann
https://www.youtube.com/c/CasaHoffmann

 

Cartas impressas/publicação:

Retirada gratuitamente na Casa Hoffmann a partir segunda-feira (24/1), das 9h às 18h.
Local: R. Dr. Claudino dos Santos, 58 – São Francisco