O Athletico Paranaense empatou em 0 a 0 com o Cruzeiro, na noite desta quarta-feira (6), pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro. No Joaquim Américo, o Furacão criou as melhores chances de gol, principalmente na primeira etapa, mas esbarrou em grande atuação do goleiro Fábio, que segurou o resultado.

O próximo compromisso do Rubro-Negro será no domingo (10), contra o São Paulo, fora de casa. A partida, no Morumbi, está marcada para as 16h.

O Jogo

O Cruzeiro ameaçou com uma pressão inicial, mas quem criou as primeiras grandes chances foi o Rubro-Negro. Aos 11 minutos, Wellington colocou a bola na área e Madson apareceu para cabecear. Fabio desviou para escanteio, que não foi marcado pela arbitragem.

Dois minutos depois, Nikão arriscou de perna direita, de fora da área, e o goleiro do Cruzeiro fez mais uma ótima defesa, espalmando para escanteio. Após a cobrança, Thiago Heleno cabeceou com estilo, mas o camisa 1 adversário fez outra grande defesa!

Depois, aos 30 minutos, foi a vez de Bruno Guimarães colocar o goleiro adversário para trabalhar. O camisa 39 fez uma ótima jogada na entrada da área, driblou o marcador e mandou de canhota. Fábio espalmou para escanteio.

A primeira finalização no gol, por parte do Cruzeiro, saiu aos 40’. Dodô arriscou de longe e obrigou Santos a fazer boa defesa, colocando para escanteio.

A resposta athleticana não demorou. Na subida do Furacão ao ataque, Madson cruzou e Rony tentou o passe de cabeça. A bola tocou na defesa e voltou par ao camisa 7, que bateu com estilo, rasteiro. Fábio fez grande defesa.

No minuto seguinte, mais uma intervenção do camisa 1. Marco Ruben bateu muito bem de fora da área, rasteiro, no canto. Outro escanteio.

No final do primeiro tempo, Sassá chutou com muita violência a perna de Bruno Guimarães. Ele só recebeu cartão amarelo, e o volante rubro-negro não teve condições de continuar em campo na segunda etapa, sendo substituído logo no início.

A primeira boa chance da segunda etapa foi com Nikão, aos 12’. Ele driblou e emendou de fora da área, para defesa tranquila de Fábio.

No minuto seguinte, Sassá tirou de Santos com o braço e marcou o gol. A arbitragem de vídeo flagrou a irregularidade, o jogador cruzeirense levou o segundo cartão amarelo e foi expulso de campo.

Aos 25’, Madson cruzou e Marco Ruben apareceu para desviar de cabeça. A bola passou por cima do gol.

Três minutos depois, Márcio Azevedo recebeu lindo passe de Nikão, cruzou de trivela e Nazário tentou de peixinho. A bola ficou com o goleiro.

Aos 41’, Ezequiel tentou cruzar e acertou a trave de Santos.