O Athletico dominou totalmente o adversário e criou inúmeras chances de gol, mas ficou no empate em 1 a 1 com a Chapecoense, neste domingo (29). No Joaquim Américo, o Rubro-Negro teve mais uma boa atuação, mas saiu de campo com apenas um ponto na 22ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O time catarinense conseguiu marcar em sua única chance, em um contra-ataque no primeiro tempo. O Furacão chegou ao empate com um gol de falta de Nikão, aos 11′ da segunda etapa.

Com o resultado, o Athletico soma 31 pontos, na nona posição da tabela. O próximo compromisso rubro-negro está marcado para as 19h do próximo sábado (5), contra o Bahia, em Salvador (BA).

O Jogo

O Furacão começou o jogo em ritmo intenso, com um bombardeio sobre a defesa adversária. Logo aos 3’, a bola sobrou Bruno Guimarães na área, mas o chute saiu muito alto e a bola passou raspando o travessão!

Outra chance incrível aconteceu aos 14’. Nikão fez grande jogada pela direita e cruzou para Marcelo, que encheu o pé. Mas a bola explodiu na zaga, em cima da linha!

Aos 15, a bola balançou a rede em chute de Léo Pereira, mas o impedimento já estava anotado. Quem também esteve perto de marcar foi Wellington. Aos 24’, o volante bateu colocado, da entrada da área, e a bola passou à esquerda do gol.

Aos 27’, foi a vez de Léo Cittadini arriscar, mais uma vez com perigo.

A Chape pouco chegava ao ataque, mas conseguiu marcar em sua única chance de gol. Aos 30’, em um rápido contra-ataque, Bruno Pacheco tocou para Arthur, que abriu o placar a favor dos visitantes.

Após o gol adversário, o Furacão seguiu criando uma chance após a outra. Aos 34’, Marcelo chutou na rede pelo lado de fora. Aos 36’, Rony recebeu passe de Bruno Guimarães, arriscou o chute e o goleiro segurou firme.

O Athletico teve mais um gol anulado aos 40’. Após cruzamento de Bruno Guimarães, Nikão apareceu na segunda trave e mandou para a rede de cabeça. Mas o bandeirinha anotou impedimento, confirmado pelo VAR.

Nos acréscimos, o Rubro-Negro ainda teve mais duas chances claras de marcar. Aos 46’, Léo Pereira lançou Marcelo, que bateu à direita do gol. E aos 47’, Cittadini tocou de cabeça e o goleiro espalmou.

Segundo tempo

A avalanche rubro-negra continuou na segunda etapa. Aos 3’, Nikão arriscou um incrível voleio e a bola explodiu no travessão! Na sequência, Márcio Azevedo cruzou e Marcelo bateu para o gol. A bola desviou na defesa e foi para fora.

Aos 6’, Wellington lançou para Rony, que matou no peito, tentou encobrir o goleiro e mandou por cima do travessão. Aos 9’, foi Lucas Halter quem arriscou de longe, mas o goleiro segurou firme.

Com tantas chances criadas, o gol rubro-negro não poderia demorar a sair. E ele veio aos 11’, em uma cobrança de falta da intermediária. Nikão soltou a bomba, que passou no meio da barreira e entrou no canto esquerdo: 1 a 1!

O Athletico seguiu com a mesma intensidade. Aos 18’, Marcelo recebeu na área, mas o chute foi travado pela defesa. Aos 24’, Márcio Azevedo tocou para Rony, que não pegou bem na bola e mandou pela linha de fundo.

Com Marco Ruben no lugar de Wellington, o Rubro-Negro ficou ainda mais forte no ataque. Aos 27’, o camisa 9 tocou para Nikão, que chutou em cima da defesa.

Aos 38’, Marco Ruben quase anotou o gol da virada. Após cobrança de escanteio, ele cabeceou no travessão! Aos 41’, Lucas Halter mandou à direita do gol. Logo depois, aos 44’, Marco Ruben deu um lindo passe de letra para Madson, mas o goleiro salvou!

O Furacão não desistia. Aos 46’, Pedrinho fez fila na zaga da Chape, passou dois marcadores e bateu por cima do travessão. Mas o placar ficou mesmo em 1 a 1.