A Biblioteca Pública do Paraná recebe a partir de quinta-feira (31) cinco apresentações gratuitas de espetáculos do Festival de Teatro de Curitiba. A programação faz parte da mostra Interlocuções, que busca aproximar os artistas do público e estimular o debate sobre as artes cênicas.

Os eventos têm entrada gratuita e acontecem no auditório, sempre às 19h. Os ingressos devem ser retirados com uma hora de antecedência, na própria BPP, conforme a capacidade do espaço. Protocolos sanitários como o uso obrigatório de máscaras, o distanciamento social e a higiene das mãos com álcool seguem sendo obedecidos.

“O retorno presencial ao teatro nos deixa especialmente felizes, pelo fato de vermos os profissionais de uma área tão afetada pela pandemia fazendo seu trabalho novamente e, claro, pela presença do público, que sentiu tanta falta de acompanhar as peças e se emocionar com elas. Que isso se dê também no teatro da Biblioteca, em parceria com o Festival de Curitiba e de forma gratuita para a comunidade, é motivo de ainda mais contentamento”, afirma do diretor da BPP, Luiz Felipe Leprevost.

O Governo do Paraná apoia o Festival de Curitiba por meio da Copel e da Sanepar, além da participação dos equipamentos administrados pela Secretaria de Comunicação Social e de Cultura. Mais informações no site festivaldecuritiba.com.br.

Veja a programação:

Derrota – dias 31 de março e 1º de abril, às 19h

Baseado na obra do autor grego Dimitris Dimitriádis, Derrota é um experimento cênico que convida o público a navegar pelas profundezas de um ser humano em plena retomada dos aspectos cruciais de sua existência. Com Liane Venturella e direção de Camila Bauer.

Classificação indicativa: 14 anos

Trava Bruta – dias 5 e 6 de abril, às 19h

Manifesto desenvolvido a partir da experiência transexual da atriz e autora Leonarda Glück. Dirigido por Gustavo Bitencourt, o espetáculo propõe uma ponte e um embate entre o contexto artístico e a conjuntura política e social do Brasil no que se refere ao campo da sexualidade.

Classificação indicativa: 18 anos

Ensina-me a Fazer Arte – dia 8 de abril, às 19h

O projeto da artista Tania Alice consiste em uma performance relacional seguida de um espetáculo de teatro participativo. Tania interage com os espectadores e pede para que eles respondam à seguinte pergunta: “O que um artista deve fazer hoje?”.

Classificação indicativa: 18 anos