15.9 C
Curitiba
sexta-feira, 14 junho 2024

Campanha em Curitiba busca a valorização da pessoa idosa

Conselho Municipal da Pessoa Idosa (CMDPI), a Prefeitura de Curitiba e a Fundação de Ação Social (FAS) lançaram uma campanha de comunicação para homenagear as pessoas idosas da cidade.

A campanha, que pode ser vista nos pontos e TVs dos ônibus, nas rádios e nas redes sociais, mostra que em Curitiba, curtir a idade é também aproveitar a cidade ao lado da família.

O material publicitário traz pessoas idosas reais que aproveitam Curitiba de várias maneiras. Entre elas Dirce Petersen, 85 anos, que posou para a campanha ao lado do bisneto Tomaz, 6 anos. A idosa gosta de passear no Parque Cambuí, que fica no Fazendinha, bairro onde mora.

Viúva há 48 anos, Dirce conta que além de passear nos parques da cidade, aproveita os dias, principalmente nas atividades ofertadas pelo Centro de Convivência para Pessoas Idosas Divina Misericórdia (Cecopi), na CIC, que possui parceria com a FAS para o desenvolvimento do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV).

“Toda a semana faço ginástica, ioga, atividade de memória, e, mesmo usando bengala, participo das aulas de dança e vou ao bailinho”, explica Dirce.

Ela conta que começou a fazer atividades físicas há pelo menos dez anos, depois que passou a ouvir que fariam bem para sua saúde. “Eu acredito que realmente dão resultado porque tenho uma boa saúde e também uma boa memória, porque não esqueço nada”, brinca.

Valorização

A presidente do CMDPI, Roberta Cristina Pivatto Borges, ressalta que a nova campanha é um desdobramento de uma ação ainda maior que busca a valorização dos idosos de Curitiba.

“Essa ação começou em 15 junho, no Dia Mundial de Conscientização da Violência Contra a Pessoa Idosa, e seguirá com mais três etapas, em 10 de setembro, Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio, 21 de setembro, Dia Mundial da Doença de Alzheimer e Dia Nacional de Conscientização da Doença de Alzheimer e 1º de outubro, Dia Internacional das Pessoas Idosas e Dia Nacional do Idoso”, explica.

Serviços para a população idosa

Em Curitiba, a FAS é responsável pelo atendimento às pessoas idosas em situação de risco e vulnerabilidade social. A instituição desenvolve serviços de apoio, orientação, acompanhamento e acolhimento dessa população.

A FAS também integra a Rede de Atenção e Proteção às Pessoas em Situação de Risco para a Violência, que busca prevenir as situações de violação de direitos, atender e proteger a pessoa idosa. Além da FAS, integram a rede as secretarias municipais e estaduais da Educação e da Saúde e o Conselho Tutelar.

Nos Centros de Referência de Assistência Social (Cras), a população encontra serviços que promovem o acesso a direitos e contribuem para a melhoria da qualidade de vida, como o de proteção e atendimento às famílias (Paif), o de fortalecimento de vínculos (SCFV) e o atendimento em domicílio.

Atualmente, 2.203 pessoas com 60 anos ou mais participam de 171 grupos de convivência nas dez regionais da cidade. Além dos Cras, as atividades são realizadas nos Centros de Atividades para a Pessoa Idosa (Catis) e em espaços parceiros.

Nesses grupos, os idosos podem se socializar, receber orientações sobre seus direitos, reforçar laços de convivência e fortalecer seus vínculos com a família e com a comunidade.

A programação é elaborada a partir do interesse dos próprios participantes, em seus encontros periódicos. Entre os serviços ofertados estão atividades recreativas, cognitivas e de lazer.

Relacionados

EDIÇÃO IMPRESSA Nº 118 | MAIO/2024

spot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS