As Casas de Leitura da Fundação Cultural de Curitiba estão com novidades para os leitores e leitoras da cidade. Desde o início do ano já foram adicionados mais de 500 livros ao catálogo das bibliotecas dos bairros, que passeiam entre clássicos da literatura regional, nacional e internacional.

Os títulos variam entre diferentes gêneros: romance, infantojuvenil, poesia, ficção e outros. Também foram para as estantes das bibliotecas da Fundação Cultural alternativas para leitura em braille.

As novas opções de títulos estão disponíveis para empréstimo gratuito nas 16 Casas da Leitura abertas em Curitiba. A unidade Augusto Stresser, no Parque São Lourenço, está em reforma, já que vai mudar de lugar dentro do parque.

Os dias e horários de funcionamento variam de acordo com cada espaço. Para saber mais sobre as Casas da Leitura da FCC, clique aqui.

Clássicos, braille e obras para vestibular

Entre as novidades estão obras inéditas para o acervo, como Teatro Completo, de Hilda Hilst, que ficará disponível na Casa de Leitura que leva seu próprio nome.

No catálogo chegaram ainda: O Delírio amoroso e outros poemas, de Manuel Maria Barbosa du Bocage, na Casa Vladimir Kozák; A saia do amor, de Ana Catarina Silva Fernandes, no Bondinho da Leitura; e Curvas perigosas 2, de Maitena, uma história em quadrinho disponível na Casa Dario Vellozo.

Outro destaque são os livros de vestibular, que serão enviados nesta semana. São 25 livros dos títulos: O Uraguai, Casa de pensão, Nove noites, Relato de um certo oriente, Clara dos Anjos e Morte e vida Severina, distribuídos entre as Casas da Leitura.

Alguns títulos também possuem opções em braille, como os livros de literatura infantojuvenil Boto-cor-de-rosa, Bumba meu boi e Minhocão do pari, disponíveis na unidade Vladimir Kozák.

Além disso, diversas obras clássicas, como O retrato de Dorian Gray, de Oscar Wilde, no Bondinho da Leitura; As aventuras de Sherlock Holmes, de Arthur Conan Doyle, na Casa da Leitura Laura Santos; e Ensaio sobre a cegueira, de José Saramago, na Casa da Leitura Maria Nicolas.

Obras curitibanas e paranaenses

Entre as novidades adicionadas ao acervo, estão trabalhos paranaenses e curitibanos, como os romances Pão e sangue, da Casa da Leitura Miguel de Cervantes, e Dinorá, na Casa da Leitura Jamil Snege.

Outra alternativa de romance paranaense é a obra de Walmor Marcellino Verberação dos Demônios: Onde Se Reserva A Verdade, na Casa da Leitura Vladimir Kozák.

Para os apreciadores de poesia, uma outra opção regional é Central de despachos Nossa Senhora das Graças, de Amarildo Anzolin, que está disponível na Casa da Leitura Wilson Bueno e também no Bondinho da Leitura.

Os que tiverem interesse na história de Curitiba agora também podem conferir o livro As muitas vistas de uma rua: histórias e políticas de uma paisagem, Curitiba e a Rua Riachuelo, de Aline Fonseca Iubel, Dayana Zdebsky Cordova e Fabiano Stoiev, que já está disponível na Casa da Leitura Jamil Snege.

Estoque renovado

Dos 500 livros adicionados ao catálogo, 163 são novidades nas Casas de Leitura. Em 2022, todos os espaços já receberam pelo menos um exemplar novo.

As catalogações não acontecem de acordo com alguma demanda específica, já que os títulos são adquiridos através de doações para as Casas de Leitura.

As obras recebidas são selecionadas de acordo com autores e títulos importantes (com preferência para materiais do Paraná), separados, higienizados, carimbados, classificados e catalogados.

Após as etiquetas serem colocadas, os livros são enviados quinzenalmente para as unidades nos chamados malotes. Então, as obras são catalogadas e ficam disponibilizadas para empréstimo.