Athletico Paranaense e Boca Juniors se enfrentaram, na noite desta quarta-feira (24), pela partida de ida das oitavas de final da Conmebol Libertadores. Mac Allister marcou, na segunda etapa, o único gol da partida, que deu a vitória ao time argentino. Nos acréscimos, Marco Ruben teve a chance do empate, em cobrança de pênalti, mas acertou a trave.

As equipes voltam a se enfrentar na próxima semana, em Buenos Aires, Argentina. O jogo, na Bombonera, está marcado para às 21h30 da quarta-feira (31). Para avançar de fase, o Furacão precisa de uma vitória por dois gols de diferença ou até por um gol, desde que marque mais de dois. Na Conmebol Libertadores, gol marcado fora de casa é utilizado como critério de desempate.

Logo no primeiro minuto, o árbitro viu falta em uma dividida entre Bruno Guimarães e um jogador adversário. A cobrança, frontal, parou na barreira.

A resposta foi rápida. Pelo lado direito, Rony recebeu, fez a finta e cruzou rasteiro, uma bola cheia de perigo. O goleiro do Boca defendeu em dois tempos.

Aos dez minutos, Ábila partiu em velocidade no contra-ataque e ia ficando cara a cara com Santos. Márcio Azevedo foi mais rápido que ele e tirou com a ponta dos pés, evitando a finalização.

Um minuto depois, a melhor chance do jogo. Rony ficou com a sobra na meia-lua da grande área e mandou rasteiro. A bola passou muito perto.

Aos 18’, Santos fez uma defesa que valeu por um gol. A cobrança de falta veio rasteira, passou por três jogadores do Boca dentro da área e ninguém desviou. O goleiro athleticano praticou a defesa sem dar rebote! Na sequência, ele já ligou Rony no ataque, mas o camisa 7 chutou em cima da marcação.

Boa chance também aos 23’, desta vez com Guimarães. Nikão segurou a bola no meio de campo, girou em cima do marcador e entregou para o camisa 16. Bruno avançou e arriscou de canhota. A bola tocou no travessão e saiu pela linha de fundo!

O Rubro-Negro vacilou na saída de jogo, aos 30 minutos, e a bola sobrou para Ábila dentro da área. Ele finalizou forte, mas Santos fez grande defesa!

Nikão quase acertou o alvo aos 40’. Ele recebeu de Rony, ajeitou e soltou a bomba. A bola passou raspando a trave, pelo lado direito.

Nos acréscimos, em cobrança ensaiada, Nikão mandou por cima.

Boca amarra o jogo e acha gol em chute de fora da área

A segunda etapa foi muito disputada e o time argentino fez questão de não deixar o jogo rolar.

A primeira chance veio só aos 18 minutos, quando Jonathan cruzou e Marco Ruben cabeceou por cima da meta.

Dois minutos depois, Nikão arriscou de longe e Andrada defendeu em dois tempos.

Aos 23’, Rony fez a jogada pela esquerda e tocou para Guimarães. Ele ajeitou e bateu colocado. Andrada se esticou todo para colocar, com a ponta dos dedos, para escanteio.

Só que, aos 37’, Mac Allister bateu de fora da área, a bola desviou e entrou, sem chances para Santos.

Aos 47’, Rony foi na raça, ganhou a jogada dentro da área e foi derrubado por Andrada. Com o auxílio do VAR, a arbitragem assinalou a penalidade. Marco Ruben acertou a trave esquerda.