Imagem: Pixabay

Tentar definir o preço de uma casa com precisão ou do quanto custa o valor dela por metro quadrado, esteja você se preparando para vender uma casa ou pronto para fazer uma oferta em uma, é um grande desafio.

Mesmo que você tenha experiência no mercado imobiliário, os preços das casas podem diferir substancialmente de suas avaliações iniciais. Avaliações residenciais eficazes tornam o processo de venda residencial mais rápido e menos estressante, e conhecer o valor certo de uma casa pode ajudá-lo a garantir um melhor negócio para o cliente que compra.

Sua abordagem pode ser muito mais fácil se você resumir os fatores aos críticos que demonstram ter o efeito mais poderoso no valor de uma casa. Dessa forma, esse post visa elucidar alguns detalhes para você que deseja vender ou comprar imóveis Rebouças em Curitiba, explicando os fatores que compõe a composição do preço embutido por metro quadrado num imóvel.

Acompanhe!

1. Preços históricos de venda

Uma das primeiras coisas que os corretores, avaliadores e potenciais compradores de imóveis analisam é o preço histórico de venda do imóvel. Se a propriedade foi vendida três vezes nos últimos três anos, parece razoável começar com uma avaliação em torno da média dos preços e fazer ajustes com base em novas adições ou alterações na propriedade. Os preços históricos também geralmente dependem dos outros fatores nessa lista, que você encontrará a seguir.

2. Localização e estrutura do bairro

A localização da sua propriedade é um dos fatores mais importantes que afetam os valores imobiliários. É perto de restaurantes, escolas, lojas, transporte público e outras comodidades do bairro? Está em um destino turístico procurado? É perto do centro da cidade? Quanto mais popular e acessível for um local de investimento, mais valiosa será a propriedade. Ou seja, o bairro e sua distância no centro é um dos maiores influenciadores do valor de uma casa, responsável pelos aspectos qualitativos e quantificáveis ​​do apelo de uma casa. Por exemplo, a qualidade de um grupo escolar e os preços das residências tendem a estar fortemente correlacionados ao bairro onde se encontram. No caso do Rebouças, ele é um bairro tradicional de Curitiba, bastante antigo, que abriga a Pontifícia Universidade Católica do Paraná e diversos imóveis comerciais. Além do mais, é uma região bastante próxima ao centro e movimentada, o que garante ótima oferta imobiliária, especialmente para estudantes ou profissionais que buscam por um apartamento no Rebouças.

3. O mercado imobiliário local

O estado atual do mercado imobiliário local também influenciará o valor de uma casa. Os preços das casas são modelados pela oferta e demanda, como qualquer outro ativo econômico, e podem variar com base em mudanças sutis na economia da sua região. Por exemplo, se houver uma escassez de casas disponíveis e muita gente quer se mudar para sua área, os preços das casas subirão. Se a economia nacional em geral estiver indo bem, os preços das casas também aumentarão. Como Curitiba é uma cidade com bastante potencial econômico e grande representatividade nacional, é evidente que seus imóveis são sempre muito bem cotados no mercado imobiliário, o que garante a eles ótima possibilidade de fluxo de venda e procura.

4. Tamanho e estilo de construção

O tamanho de uma casa tem uma grande influência em seu valor, com alguns compradores em potencial examinando especificamente o preço por metro quadrado para filtrar esse efeito e determinar se o valor pedido para sua compra é condizente com o mercado em geral. Casas maiores tendem a vender por preços mais altos, é claro. Você também terá que considerar o apelo da casa; layouts tradicionais e neutros tendem a ter mais valor do que layouts obscuros que atraem apenas públicos de nicho. Quanto mais geral o apelo da casa, maior será o seu valor (especialmente considerando o valor de revenda).  Além de metros quadrados, o valor de uma propriedade é determinado pelo espaço útil. Garagens, porões inacabados e sótãos geralmente não são incluídos na metragem quadrada utilizável. São espaços como banheiros e quartos que podem aumentar significativamente o valor de um imóvel no mercado.

5.  Idade e condição de cuidados e manutenção geral do imóvel

Além do tamanho e apelo, você precisará pensar na idade e condição da casa. As casas mais novas serão vendidas por mais que as casas mais antigas, porque geralmente exigem menos manutenção. No entanto, uma casa mais antiga e bem conservada pode ser vendida tanto quanto uma casa mais nova – a condição delas é importante. Vale a pena considerar coisas como a fundação da casa, integridade estrutural, trabalho elétrico, encanamento e utensílios. Reformas de cozinhas e banheiros são algumas das melhorias que podem ter um bom efeito no valor de um imóvel. A aparência externa é outro fator importante que afeta o valor de uma propriedade; aprimorar o seu jardim, por exemplo, pode aumentar o valor da sua casa em até 10%, por exemplo!

6. Recursos nas proximidades

Ao se comprar ou colocar para vender um imóvel, convém pensar em onde a propriedade está localizada, em relação a outras acomodações e recursos. Por exemplo, casas próximas a locais de compras e com fácil acesso às principais rodovias tendem a vender por mais do que aquelas distantes de tudo. Quanto mais tempo você gasta olhando, avaliando e comparando casas em sua área específica de especialização, melhor terá projeções precisas do preço de venda potencial de uma casa. Em muitos casos, vale a pena contratar um avaliador formal para fornecer uma segunda opinião ou reforçar sua avaliação com mais autoridade e profissionalismo.

7. Terrenos com potencial construtivo e apelo imobiliário

A maioria dos investidores imobiliários e compradores de casas estão interessados ​​no potencial de renovação de uma propriedade. Esse pode ser o potencial para aumentar o espaço, adicionar um andar ou quarto extra, adicionar um pátio ao ar livre ou adicionar uma piscina. Se houver uma permissão para um comprador personalizar ou melhorar uma propriedade, o valor da propriedade será maior. E, neste caso, em se tratando do bairro Rebouças sem bastante central, ter um bom terreno para incorporar atrativos ao imóvel será um grande diferencial.

8. Valor médio por metro quadrado no Bairro Rebouças em Curitiba

Para imóveis destinados à venda, atualmente o preço por metro quadrado em Curitiba, no bairro Rebouças encontra-se em média na faixa de R$ 8 mil reais. Já para locação, o preço em média está na faixa de R$ 30 a 40 reais por metros quadrados mensais para pontos comerciais e de R$ 20 a 25 reais por metros quadrados para unidades residenciais.

Gostou destas dicas sobre o valor médio do metro quadrado no bairro Rebouças em Curitiba e como a fixação dessa métrica de compõe? Aproveite e compartilhe este post em suas redes sociais!