O Coritiba encarou o Operário, nesta terça-feira (06), na Arena Joinville, em partida válida pela 2ª fase da Copa do Brasil, e venceu o fantasma pelo placar de 3×2, com gols de Léo Gamalho (2), e Luiz Henrique. Com o resultado, o Verdão garantiu a sua classificação para a terceira fase da competição. Jean Carlo e Tomas Bastos marcaram para o Operário.

O Coxa só irá conhecer quem será o adversário na 3ª fase após sorteio a ser realizado pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Mais uma vez, o personagem da partida foi o camisa 9, Léo Gamalho, artilheiro do Verdão na temporada. O atacante fez 3 gols em 2 jogos, marcando duas vezes na partida decisiva desta noite.

O jogo

O técnico Gustavo Morínigo havia poupado jogadores na partida de sábado (03), pelo Paranaense, também contra o Operário, e teve o retorno de peças importantes para o jogo de hoje. Apenas Tailson ficou de fora, com desgaste muscular.

Os 11 titulares foram: Wilson, Natanael (Igor), Wellington Carvalho, Luciano Castán e Romário; Willian Farias, Val e Rafinha (Robinho); Waguininho (Cerutti), Igor Paixão (Luiz Henrique) e Léo Gamalho.

No primeiro tempo, o Coritiba começou pressionando a equipe do Operário, na Arena Joinville, criando chances perigosas de gol, mas quem abriu o placar foi o Fantasma, aos 27’ minutos de jogo. Porém, o empate não demorou a chegar. Aos 30’, Val cruzou para área, encontrando Léo Gamalho, que ajeitou sozinho e acertou o chute, dando o empate ao Verdão.

O jogo seguia emocionante e o resultado levava a decisão para os pênaltis. Mas, mais uma vez Léo Gamalho apareceu na área coxa-branca, Aos 25’ do segundo tempo, aproveitou mais uma assistência de Val e cabeceou, com força, para ampliar o placar em 2×1. Entretanto, a partida continuava emocionante, e o fantasma conseguiu chegar ao empate, aos 30’, em cobrança de falta direta de Tomas Bastos.

A classificação alviverde só veio, literalmente, aos 45’ do segundo tempo. Luiz Henrique e Igor foram os personagens da classificação do Coxa. Ambos entraram aos 39’ de jogo, em substituição promovida pelo técnico Gustavo Morínigo. Quando o cronômetro marcou 45’, Igor cruzou com categoria na área e Luiz Henrique subiu para cabecear a bola para o canto da meta, sem chances para o goleiro adversário, deixando o Verdão vivo na Copa do Brasil!