20.3 C
Curitiba
domingo, 25 fevereiro 2024

Empregotech 40+ ultrapassa limites de Curitiba e tem aluna da RMC

Uma nova chance de no mercado de trabalho, agora com olhos nos empregos do futuro. Isso era o que a moradora de São José dos Pinhais Fernanda Sandri, 41 anos, procurava quando encontrou o Empregotech 40+. A oportunidade de se capacitar para um emprego do futuro, na Tecnologia da Informação (TI), caiu como uma luva para ela, após anos de dedicação exclusiva à maternidade.

Empolgada com seu desempenho na primeira turma do programa de capacitação em TI da Prefeitura de Curitiba e do Vale do Pinhão, a ex-assistente administrativa já se matriculou para aprofundar seus conhecimentos na área, no segundo módulo do curso, que começa neste mês de setembro.

“Ter uma iniciativa voltada para a minha faixa etária é gratificante, porque nós, que chegamos aos 40 anos, acompanhamos as mudanças tecnológicas e também temos a capacidade de aprender a trabalhar com TI”, diz Fernanda.

Com o programa ofertado por Curitiba, Fernanda quer aplicar os novos conhecimentos para conquistar um novo trabalho, depois de 5 anos em que se dedicou exclusivamente à maternidade com a chegada da filha, Natalie.

O presidente da Agência Curitiba de Desenvolvimento e Inovação, Dario Paixão, destaca a relevância da oferta de capacitações em TI para quem chega aos 40 anos ou mais na capital paranaense e em seu entorno.

“O Vale do Pinhão visa o crescimento econômico de Curitiba e isso só é possível com olhar para as cidades que estão no entorno, na Região Metropolitana. É gratificante conhecer histórias como a da Fernanda, que aproveitou a oportunidade de se atualizar em busca da volta ao mercado”, afirma.

O Empregotech 40+ é gerenciado pela Agência Curitiba e é resultado da parceria firmada com a Minsait/Indra na 4ª edição do Smart City Expo Curitiba, em março e faz parte do programa Digital Innovation Hub da multinacional da área de Tecnologia.

Com a primeira turma iniciada em maio, foi programa criado com o propósito de capacitar gratuitamente pessoas com 40 anos ou mais que pensam em mudar de carreira ou retornar ao mercado de trabalho.

Trabalho e maternidade

Ela conta que retornar ao mercado de trabalho depois de anos de afastamento é desafiador, com percalços a enfrentar desde as entrevistas de emprego. “As empresas questionam se eu não fiz nada nesse tempo. Acredito que ter uma capacitação vai ajudar muito, principalmente na área de Tecnologia, onde a procura por mão de obra está crescendo”, fala.

Anualmente, o setor de TI gera 159 mil novas oportunidades e, muitas vezes, sem encontrar pessoas capacitadas para preencher a vaga.

Além disso, o setor oferece muitas oportunidades de atuação no modelo remoto, um facilitador para quem precisa conciliar a jornada profissional e doméstica.

Para Fernanda, acima de tudo, a gratuidade e a qualidade da formação ofertada pelo Empregotech 40+, sem a necessidade de deslocamento, tornou viável sua participação. “Poder rever as aulas no ambiente virtual é outra vantagem, facilita ‘pegar ‘o conteúdo”, destaca.

Novo módulo

A partir deste mês, os participantes do Empregotech 40+ que concluíram o primeiro módulo começam uma nova fase em sua formação, com segundo módulo dos cursos de aplicações Java e Angular e de Microsoft Power Apps.

Os cursos são gratuitos, on-line e em tempo real, com certificação no aprendizado de ferramentas de Tecnologia de Informação (TI).

Também podem se inscrever pessoas com conhecimentos prévios de TI que cumpram os pré-requisitos de cada curso (CLIQUE AQUI e confira quais são os pré-requisitos). 

Relacionados

EDIÇÃO IMPRESSA Nº 114 | JANEIRO/2024

spot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS