Num jogo equilibrado, o Paraná Clube estreou com um empate sem gols com o Rio Branco na sua estreia no Campeonato Paranaense 2020. Na Estradinha, o jovem grupo do Tricolor encarou as adversidades, superou a pressão da etapa inicial e por pouco não conseguiu a vitória. “Valorizo o ponto conquistado, mas também lamento porque tivemos as melhores chances do segundo tempo”, analisou o técnico Allan Aal.

Logo no começo, um lance polêmico. Na tentativa de Rafael Furtado, aos 5 minutos, o lateral Higor interceptou com a mão (e com o braço erguido), mas o árbitro não assinalou a penalidade máxima. A partir daí, o jogo “esquentou” e o Rio Branco partiu para a pressão. Porém, nas melhores chances, esbarrou em Alisson. O goleiro paranista fez uma grande defesa, aos 13 minutos, quando Balotelli bateu de fora e o camisa 1 foi buscar no ângulo direito.

O Paraná só chegou aos 23 minutos. Num chute cruzado de Gustavo Mosquito, a zaga conseguiu fazer o corte. No intervalo, Allan Aal procurou tranquilizar a garotada e melhorar o desempenho ofensivo do time. Os ajustes deram certo e aos 18 minutos o Tricolor teve a sua melhor oportunidade. Andrey tentou duas vezes e acertou o cruzamento para Rafael Furtado, que bateu fraco e o goleiro Dalton cortou com o pé direito.

Os treinadores mexeram nos times e, nessas trocas, o Paraná se deu melhor. Aos 26 minutos, num lançamento de Thiago Alves, Furtado tocou para Andrey, que bateu forte, mas foi interceptado pelo goleiro do Rio Branco. O Tricolor ainda chegou num bom cruzamento de Juninho, aos 32 minutos, Furtado e Andrey não conseguiram a finalização. O desgaste acabou pesando para as duas equipes e o jogo seguiu mesmo para o 0x0.