Entrar com o pé direito não é apenas uma expressão. Para muitos, significa iniciar uma caminhada com esperança, com motivação, com aquela força a mais para chegar aonde deseja.

Iniciar com sorte.

É uma necessidade humana sentir segurança para seguir em frente. Por mais que o medo seja um mecanismo de defesa, por vezes ele acaba nos impedindo de seguir em frente. Talvez daí que surjam algumas superstições como o pé direito. 

Hoje, começou a caminhada do nosso time de Aspirantes em busca do tricampeonato do Campeonato Paranaense. Fomos até Francisco Beltrão para enfrentar o time do União.

E começamos com o pé direito.

Mas se você acha que isso quer dizer que começamos com sorte, você está enganado. 

Na tarde de hoje, o que vimos foi uma equipe com muita motivação e intensidade. Que buscou o gol do adversário e soube controlar a partida quando precisava. E quando – inclusive – a sorte mostrou que não estava ao nosso lado em um chute que acabou inesperadamente entrando dentro de nossa meta, a nossa piazada mostrou que pé direito, para o Athletico, é outra coisa.

Depois de treinarem duro durante toda a semana no CAT do Caju, nosso elenco não precisava contar com a sorte. Nós tínhamos a segurança de seguir em frente pois sabíamos exatamente o que deveríamos fazer.

E fizemos. 

Voltamos a controlar a partida depois que nosso técnico Eduardo Barros realizou mudanças importantes e matamos o jogo: 3×1 para o Furacão. 

Na quarta-feira, teremos a estreia dessa equipe em casa, no Estádio Joaquim Américo, e poderemos continuar acompanhando a caminhada desses garotos em busca do nosso único objetivo: o título estadual.