Milhares de pessoas comparecerem nesta terça-feira (8) à Feira do Emprego e da Qualificação Profissional da Curitibana Trabalhadora, realizada pela Prefeitura de Curitiba na Praça Rui Barbosa, no Centro da cidade. Entre às 9h e 17 horas, os postos Sistema Nacional do Emprego (SINE), em parceria com empresas, atenderam em torno de 8 mil pessoas e fizeram mais de 500 encaminhamentos para vagas de emprego, além de emissões de Carteira de Trabalho e orientações para a obtenção de postos de trabalho.

O prefeito Gustavo Fruet compareceu ao evento e destacou a importância de iniciativas que enfrentem a crise econômica. “No Dia Internacional da Mulher, a Prefeitura cumpre seu papel ajudando a enfrentar esse momento de crise, articulada com diferentes setores, oferecendo mais de 1.500 vagas de emprego. Além disso, a Prefeitura oferece toda sua estrutura social, principalmente o cadastro para pessoas que, devido à crise, buscam e precisam entrar nos programas de assistência social”, disse.

Durante todo o dia, diferentes órgãos da Prefeitura atenderam a população. Além da oferta de vagas, estiveram disponíveis outros serviços oferecidos pela Secretaria Municipal do Trabalho e Emprego, tais como encaminhamento para a emissão da Carteira de Trabalho e a divulgação de cursos de qualificação profissional oferecidos pelos 25 Liceus do Ofícios mantidos pelo Município. Ao longo dia, em torno de 1.800 pessoas procuraram o serviço.

A Prefeitura também realizou outras atividades, como teatro de bonecos, brinquedos e jogos, orientações sobre alimentação e violência contra mulher, oficinas de maquiagem, entre outros serviços.

“A Feira cumpriu seu papel. A Prefeitura não poderia se omitir neste momento e está fazendo a sua parte, dando oportunidade para que as pessoas busquem um novo emprego, especialmente a mulher curitibana, neste Dia Internacional da Mulher”, disse o secretário municipal do Trabalho e Emprego, Fernando Guedes.

Neste ano, a Prefeitura dedicou o evento à mulher trabalhadora, como parte da comemoração do Dia Internacional da Mulher. Muitas se habilitaram às vagas oferecidas e várias saíram com o encaminhamento para postos de trabalho.

Foi o caso Juliana de Medeiros, que obteve a indicação para o cargo de agente de pesquisa, oferecido pelo IMAP. Em seu último emprego, Juliana havia trabalhado como auxiliar de qualidade. “Eu vinha encontrando bastante dificuldade para conseguir emprego. Finalmente, apareceu a oportunidade e estou bastante esperançosa de obter a vaga”, disse.

Giovana Colosso, de 40 anos, está desempregada desde dezembro, mas se considera com sorte. Vinda de São Paulo para Curitiba há um mês, ela obteve indicação para uma vaga de operadora de caixa em um supermercado. “Vim para cá para acompanhar meu futuro marido e dei sorte. Não esperava encontrar um serviço deste tipo, tão bem organizado. É algo que não existe em outras cidades”, declarou.

A feira também reservou 220 vagas para pessoas com deficiência, que tiveram um atendimento especial, com apoio da Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência. Pessoas com deficiência auditiva, por exemplo, tiveram o apoio de intérpretes de Libras (Língua Brasileira de Sinais). Um dos atendidos foi Douglas Dias Barbosa, de 29 anos, que foi encaminhado para uma vaga auxiliar de linha de produção em uma indústria. Morador do Sítio Cercado, ele estava desempregado há quatro meses. “Vinha procurando, mas não estava encontrando nada. Cheguei a mudar para Belo Horizonte, mas também não consegui emprego. Graças ao serviço da Prefeitura, tenho uma nova chance”, disse.

A feira, organizada pela Secretaria Municipal do Trabalho e Emprego, conta com a parceria de diversas secretarias e órgãos municipais, em especial da Secretaria Municipal Extraordinária da Mulher. São parceiros também o Sesc e o Senat, que estarão presentes oferecendo vagas e cursos para os participantes.

Todas as vagas oferecidas foram previamente cadastradas por 17 empresas no Sistema Nacional do Emprego (Sine). A inscrição das empresas foi feita por meio de edital publicado em fevereiro.