15 C
Curitiba
segunda-feira, 20 maio 2024

Festival da Palavra de Curitiba começa com tributo a Dalton Trevisan e Ida Vitale e presença de escritora premiada

O prefeito Rafael Greca abre nesta quarta-feira (27/9) o I Festival da Palavra de Curitiba, uma programação intensa de atividades literárias e encontros com quase 150 escritores nacionais e estrangeiros que vai até domingo (1º/10).

A abertura será às 19h, no Memorial de Curitiba, com homenagens ao escritor curitibano Dalton Trevisan e à escritora uruguaia Ida Vitale e uma conversa com a moçambicana Pauline Chiziane, vencedora do Prêmio Camões 2021, o mais importante da língua portuguesa.

A cerimônia terá a interpretação à capela da canção Língua, de Caetano Veloso, e uma performance de cantores e atores declamando textos dos autores homenageados.

Homenageados

Dalton Trevisan é um dos mais reconhecidos escritores da literatura brasileira contemporânea, vencedor do Prêmio Camões 2012 pelo conjunto da obra. Ida Vitale é uma das maiores expressões da poesia no Uruguai, vencedora do Prêmio Cervantes 2018. Ambos estão prestes a completar um século de vida. Dalton fez 98 anos em junho e Ida faz 100 anos em novembro.

Prêmio Camões no palco

Em seguida, a convidada especial, Pauline Chiziane, conversará com o público, com mediação de Sandra Stroparo, e fará uma sessão de autógrafos dos seus livros. Primeira mulher negra e africana a vencer o Prêmio Camões, Paulina retrata em seus romances o universo feminino, o protagonismo da mulher negra, o realismo social e a crítica de costumes. Um de suas obras mais famosas é Niketche: Uma História de Poligamia, escrita em 2002.

Tarde de “esquenta”

A programação do festival começa já na tarde desta quarta-feira com a abertura, às 14h, do I Salão do Livro para a Infância e Juventude, com a participação das editoras convidadas Tabla e Roça Nova e mais oito editoras curitibanas apresentando seus catálogos e promovendo sessões de autógrafos com seus autores. Também participam representações estrangeiras, como a Aliança Francesa, Instituto Goethe, Instituto Cervantes e os consulados da Polônia, de Portugal, da Itália, da Argentina, da Suíça, da Bélgica, do Uruguai. As literaturas indígena e afrodescendente também estarão representadas.

Os estandes estarão dispostos na Praça do Iguaçu do Memorial de Curitiba, onde também estão programadas contações de histórias para crianças de escolas da rede pública. Por volta das 17h30, um flashmob de leitura vai chamar a atenção e convidar o público para o festival. Os participantes estarão entre o Belvedere da Praça João Cândido e a Casa Romário Martins, no Largo da Ordem.  

Destaques

O evento literário promovido pela Prefeitura e pela Fundação Cultural de Curitiba vai além das páginas dos livros e explora a riqueza e as interseções da palavra com outras expressões artísticas, como a dança, a música, o teatro, e sua força no ativismo de diversas vertentes. 

Além de Paulina Chiziane, o festival terá outros destaques internacionais, como o português José Luís Peixoto (Prêmio José Saramago 2001), a irlandesa Mary O’Donnell, a argentina Inés Garland, a indiana Jyotikiran Shukla e o americano de origem indiana Kiran Bhat.

Nomes da literatura nacional estarão nos bate-papos e oficinas: Eduardo Bueno (RS), Leandro Karnal (RS), Mary Del Priori (SP), Amara Moira (SP), Auritha Tabajara (CE), Flavio de Souza (SP), Cassio Scarpin (SP), Natália Polesso (RS), Ricardo Aleixo (MG), José Inacio Viana de Melo (BA), Bel Santos Meyer (SP) e Sérgio Medeiros (SC), além de vários autores e artistas paranaenses – Alice Ruiz, Cristóvão Tezza, Giovana Madalosso, Nadja Naira, entre outros.  

Maratona

Em quatro dias de programação inteiramente gratuita serão promovidas dezenas de atividades. Haverá feira de livros, palestras, bate-papos, oficinas, flashmob, exposição de poesia, leitura e registro de obras de autores locais, sessão de autógrafos, contação de histórias, performances, teatro e shows musicais.

Estão programados uma maratona de 24 horas de poesia, com declamações de 48 poetas de Curitiba; um encontro com “booktubers”, abrindo o debate sobre os canais digitais de difusão da literatura; e um ciclo de palestras sobre autores paranaenses, como Paulo Leminski, Domingos Pellegrini, Valêncio Xavier, Laura Santos e Helena Kolody.

O palco principal do evento será o Memorial de Curitiba, mas outros espaços do centro de Curitiba também estão no roteiro: a Casa Hoffmann – Centro de Estudos do Movimento, o Cine Passeio, a Feira do Poeta, o Solar da Cultura, a sede da Academia Paranaense de Letras (Belvedere), a Capela Santa Maria, o Auditório Regina Casillo e o Teatro Guaíra (onde será a palestra de Leandro Karnal).

Serviço: I Festival da Palavra de Curitiba

Data: abertura nesta quarta (27/9). Até 1º de outubro
Local: Memorial de Curitiba (R. Claudino dos Santos, 79)

Programação do primeiro dia

14h – Abertura do I Salão do Livro para a Infância e Juventude
14h30 e 15h30 – Contação de Histórias
17h30 – Flashmob de leitura
19h – Abertura solene com homenagens a Dalton Trevisan e Ida Vitale
20h – Conversa com Paulina Chiziane (Moçambique) – Mediação Sandra Stroparo
Gratuito

Relacionados

EDIÇÃO IMPRESSA Nº 117 | ABRIL/2024

spot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS