A lista dos 100 estudantes selecionados para o intercâmbio da segunda edição do programa Ganhando o Mundo foi divulgada nesta sexta-feira (3). Confira aqui. Os alunos da rede estadual, que foram selecionados pelas notas de 2021, partirão em julho para a Nova Zelândia, onde passarão um semestre letivo estudando em um colégio local. Antes de embarcar, farão um curso preparatório de inglês.

“Estou muito realizada, agradecida e feliz. Sempre sonhei em fazer intercâmbio, e é muito bom ver que o meu esforço trouxe essa conquista”, diz Gabriela Martins dos Santos, uma das selecionadas. A estudante, de 15 anos, estuda no Colégio Estadual do Campo Teófila Nassar Jangada, no município de Reserva (Campos Gerais). “Com o intercâmbio, espero aprender um novo idioma, uma nova cultura e ter novos conhecimentos.”

O programa Ganhando o Mundo, promovido pelo Governo do Estado, via Secretaria de Estado da Educação e do Esporte, tem o propósito de oferecer aos estudantes a vivência em uma escola no exterior, hospedados com uma família local, praticando a língua inglesa, desenvolvendo a autonomia e ampliando os repertórios culturais e acadêmicos. Ao retornar ao Brasil, o aluno tem a missão de compartilhar com colegas e professores todo o aprendizado vivido.

“Estamos muito felizes de poder proporcionar essa experiência para mais 100 estudantes. Estamos acompanhando os que estão agora no Canadá e vemos como o intercâmbio está sendo transformador para cada um deles”, diz Renato Feder, secretário da Educação. “Quando você faz um intercâmbio, você volta com a cabeça mais aberta, muito mais empoderado, autoconfiante. Então, a continuidade do programa é uma grande conquista para a nossa rede de ensino.”

Atualmente, há 100 estudantes da rede estadual no Canadá. Eles chegaram ao país em fevereiro e devem concluir o semestre de estudos nas escolas canadenses e retornar ao Brasil no fim de junho.

PROCESSO SELETIVO – A primeira etapa de seleção consistiu na análise dos requisitos obrigatórios para a participação: estar regularmente matriculado na 1ª série do ensino médio em um colégio público da rede estadual, ter cursado do 6º ao 9º ano do ensino fundamental em um colégio da rede pública estadual, ter no mínimo 14 e no máximo 17 anos e seis meses de idade na data de retorno ao Brasil (novembro de 2022), ter frequência igual ou superior a 85% em cada disciplina e ter médias anuais do 9º ano, em 2021, iguais ou superiores a 7 em cada disciplina da Base Nacional Comum Curricular.

Na segunda etapa, foi feita a avaliação das médias anuais de 2021 dos estudantes. Em cada município paranaense, foi selecionado o aluno com a maior nota no ano passado (soma das médias anuais de todas as disciplinas da BNCC). Dessa forma, um estudante de cada município passou para a terceira e última etapa do processo seletivo. Na etapa final, foram selecionados os 100 primeiros colocados.