O Governo do Estado enviou para votação na Assembleia Legislativa o projeto de lei que propõe a instituição do Programa de Intercâmbio Internacional Ganhando o Mundo, da Secretaria de Estado da Educação e do Esporte. O projeto foi encaminhado ao Legislativo na quarta-feira (25).

Esse é o primeiro passo para a implementação do programa, que ofertará aos estudantes do Ensino Médio da rede pública formação acadêmica em instituições de ensino estrangeiras e a experiência de morar em outro país. A iniciativa é inédita no Paraná.

“Mais do que aprender um novo idioma, o programa possibilitará que nossos alunos tenham a oportunidade de viver experiências culturais que vão agregar muito no aprendizado, na visão de mundo e na sua vida como um todo”, afirma o governador Carlos Massa Ratinho Junior. “Ter estudantes preparados para o futuro vai nos ajudar a construir um Paraná moderno, com pessoas capacitadas e bons profissionais”, diz ele.

O secretário da Educação e do Esporte, Renato Feder, destaca que a vivência em ambiente educativo diferente proporcionará aos estudantes paranaenses crescimento e amadurecimento pessoal, além de contribuir para a formação acadêmica, garantindo melhores oportunidades profissionais no futuro.

O PROGRAMA – De acordo com o projeto de lei, poderão participar do Ganhando o Mundo estudantes que estiverem cursando a 2ª série do Ensino Médio na rede pública e que tiverem no mínimo 15 anos no momento do embarque e no máximo 17 anos e seis meses até o retorno ao Brasil. Os estudantes interessados em fazer o intercâmbio deverão, obrigatoriamente, concluir e ser aprovado em curso preparatório de língua estrangeira, que será ofertado gratuitamente pela Secretaria da Educação.

Além do curso preparatório, os estudantes selecionados para o intercâmbio receberão uma ajuda de custo de seis parcelas. Durante o período em que estiver no exterior, os ficarão hospedados em casas de famílias ou residências estudantis cadastradas no programa.

O número de vagas, critérios de seleção e classificação serão divulgados por meio de edital publicado pela Secretaria da Educação e do Esporte.